Sindicato de jogadores critica UEFA por jogo do Borussia 24h após ataque

Do UOL, em São Paulo

O Sindicato Mundial de Jogadores criticou a UEFA por permitir que os atletas do Borussia Dortmund estivessem em campo 24 horas depois das três explosões que atingiram o ônibus da equipe. A entidade citou o aspecto emocional dos atletas.

O grupo do time alemão declarou que estava em choque com o ataque na última terça-feira, quando o ônibus deixava a concentração para ir ao estádio. Houve três explosões e o zagueiro Bartra foi atingido, precisando passar por cirurgia por causa de uma fratura no punho e no rádio (osso do braço).

"Os jogadores vem em primeiro lugar e seu estado emocional deve se levado em conta. Isto vem antes de qualquer coisa", escreveu o sindicato que tem sede na Holanda.

A partida foi realizada no dia seguinte e o Monaco venceu por 3 a 2. O sindicato afirmou que a gravidade das explosões é motivo para justificar um adiamento superior a 24 horas. A entidade pede que sejam estabelecidas diretrizes para lidar com este tipo de situação no futuro.

UOL Cursos Online

Todos os cursos