Jornais lembram da "Lei do Ex" e elogiam Daniel Alves contra o Barcelona

Do UOL, em São Paulo

Um dos maiores laterais direitos do Barcelona, Daniel Alves estava em campo nesta quarta-feira, no empate em 0 a 0 contra a Juventus que eliminou os catalães nas quartas de final da Liga dos Campeões. Vestindo branco e preto.

O reencontro do jogador com o Camp Nou e a torcida barcelonista foi positivo e os jornais espanhóis lembraram da "Lei do Ex" para elogiar a partida do, agora, lateral da Juve. "O brasileiro saiu vencedor em sua volta [à Espanha], assim como [o atacante David] Villa, que ganhou com o Atlético de Madri um jogo da Liga dos Campeões. São veteranos que pareciam não ter muito mais o que render no Barça, mas que acabam virando carrascos", escreveu o Marca.

O jornal de Madri ainda lembrou que o atacante perdeu o início de jogo por um motivo inusitado: "Quando o jogo começou, ele ainda estava no banco do Barcelona, cumprimentando os jogadores do rival. Parecia que não queria muita coisa com a partida... Mas quando entrou em campo, não perdeu uma jogada. Em seu duelo contra Neymar, nunca perdeu a compostura".

O Mirror, da Inglaterra, fez um comentário parecido. "Daniel Alves criou um momento hilário: quando o jogo começou, ele ainda abraçava os ex-companheiros no banco do Barça(…) O duelo contra seu amigo Neymar foi muito mais duro do que no jogo em Turim, mas ele conseguiu fazer o suficiente para garantir que a atuação heroica contra o PSG não se repetisse", analisou o tabloide.

Na Itália ele também foi elogiado. A Gazetta dello Sport disse que ele "nunca foi tão titular quanto nos últimos meses" e o Corriere della Sera admitiu que o "duelo contra Neymar foi muito mais elétrico do que em Turim, mas Daniel foi bravo e não evitou o confronto".

UOL Cursos Online

Todos os cursos