Atraso causado pela polícia afetou o ânimo do Dortmund, diz técnico

Do UOL, em São Paulo

  • Reuters / Kai Pfaffenbach

    Thomas Tuchel lamenta eliminação do Borussia Dortmund para o Monaco

    Thomas Tuchel lamenta eliminação do Borussia Dortmund para o Monaco

O técnico do Borussia Dortmund, Thomas Tuchel, afirmou que o atraso de quase 20 minutos que sua equipe sofreu para o jogo contra o Monaco, na última quarta-feira (19), pela Liga dos Campeões, afetou o ânimo dos jogadores e pode ter pesado na eliminação do time alemão, que perdeu por 3 a 1 após já ter sido derrotado em casa na ida por 3 a 2.

O ônibus do Dortmund foi retido pela polícia francesa, que alegou motivos de segurança. Por isso, a partida começou com cinco minutos de atraso. Na ida, na Alemanha, o ônibus da equipe havia sido alvo de um ataque a bomba que feriu o zagueiro Marc Bartra.

"Estávamos prontos para sair, eu estava sentindo que estávamos focados, cheios de alegria para jogar. E de repente o clima ficou estranho. Todos ficaram calados, não foi bom", disse Tuchel.

 

 

"Você não quer uma situação como essa depois do que aconteceu na semana passada. O mesmo time no ônibus. Ficamos ali parados por 16, 17 minutos", completou o treinador.

O Dortmund acabou eliminado nas quartas de final após as duas derrotas para o Monaco. A equipe do Campeonato Francês vai disputar as semifinais da Liga dos Campeões com Juventus, Real Madrid e Atlético de Madri.

UOL Cursos Online

Todos os cursos