Higuaín recusou apelido de gordo e cortou pizza por ordem da Juve

João Henrique Marques

Do UOL, em Barcelona

  • GIUSEPPE CACACE/AFP

Ao entrar no vestiário da Juventus, Gonzalo Higuaín tira a camisa, encosta a mão na barriga e a balança de gozação. Era o reconhecimento de que estava bem acima do peso ideal para jogar. O sarro levou os companheiros aos risos, mas o apelido "gordo" foi evitado por incomodar o centroavante argentino. Com ou sem barriga, ele virou referência no time italiano e um dos destaques da final da Liga dos Campeões, contra o Real Madrid, sábado, em Cardiff, no País de Gales.

Higuaín lutou e conseguiu manter ativo o apelido "Pipita" - uma lembrança ao nariz de Higuaín (seu pai, também jogador, era Pipa). Contratado nesta temporada por mais de 90 milhões de euros para a Juventus, chegou para a pré-temporada em agosto, segundo a imprensa italiana, com mais de 90 quilos – o jogador tem 1,84 m. E por conta da forma física, passou a conviver com duras críticas.

"Não consigo imaginar a cara do Massimiliano Allegri (técnico da Juventus) ao vê-lo chegar, depois de insistir tanto em sua contratação. Fiquei impressionado de vê-lo nessa forma. Eles pagaram 90 milhões de euros e ele chegou parecendo um porco", disparou o ex-meio-campista croata Robert Prosinecki, que durante a carreira defendeu clubes como Barcelona e Real Madrid.

Tony O'Brien/Reuters
Higuain chegou a Juventus acima do peso e com uma barriga saliente


A apresentação de Higuaín com silhueta avantajada preocupou a comissão técnica da Juventus. A reação foi pedir ao nutricionista Matteo Pincella uma dieta específica para o centroavante. Como noticiou o jornal Gazzetta dello Sport, a proibição de pizzas, sua comida preferida, se fez necessária.

Aos poucos, Higuaín foi recuperando a forma que o tornou artilheiro do Campeonato Italiano, com 36 gols, pelo Napoli na temporada passada. Os gols pela Juventus não tardaram a aparecer – foram quatro, nos três primeiros jogos -.

"Essas histórias sobre minha barriga não me importam nada. Pelo contrário. Que sigam falando isso antes de cada jogo, que cada vez que falam vou anotar um gol", comentou Higuaín após marcar dois na vitória por 3 a 1 contra o Sassuolo, em setembro, pelo Campeonato Italiano.

Com boa performance durante toda a temporada, Higuaín deixou de ouvir criticas sobre o peso. Na ficha técnica da Juventus, a marca é de 86kg. Algo de pouca importância perto dos 32 gols, em 54 jogos.

"Realmente nunca me afetaram críticas sobre o peso. A questão é não ter duvida da sua qualidade. O peso resolvo treinando todos os dias e me alimentando melhor", comentou o artilheiro da Juventus.

UOL Cursos Online

Todos os cursos