CR7 cumpre "promessa" e encosta em Messi após nova temporada de ouro

João Henrique Marques

Do UOL, em Cardiff, País de Gales

O ano é 2014. Ao ganhar o terceiro Bola de Ouro, Cristiano Ronaldo discursa sobre o prêmio destacando a vontade de igualar Lionel Messi no número de conquistas –eram quatro até então -. Em seguida, surge o grito: "siiiiiii". Dizem que as palavras e a reação motivaram o argentino em nova conquista no ano seguinte. No entanto, com o novo sucesso do português, a "promessa" parece estar cumprida.

Cristiano Ronaldo foi eleito o melhor jogador da final da Liga dos Campeões na goleada por 4 a 1 do Real Madrid sobre a Juventus, na noite de sábado, em Cardiff, no País de Gales. Foram dois gols marcados. E para a quinta Bola de Ouro, assim como Messi, o discurso já está afiado.

"É novamente uma temporada histórica. O time foi impressionante, e eu também sinto que fui muito bem. Me preparei para essa fase final e estou feliz. Sou o homem recorde, e nada me surpreende", destacou o português.

E realmente, a fase final de temporada de Cristiano Ronaldo foi impressionante. Desde às quartas de final da Liga dos Campeões são dez gols marcados (cinco contra o Bayern de Munique, três diante do Atletico de Madrid e dois na final). Soma-se a isso o sucesso na reta final do Campeonato Espanhol, com três gols nos dois últimos jogos – vitórias contra Sevilla e Málaga -.

Em pouco menos de dois meses, Cristiano Ronaldo saiu de simples candidato à Bola de Ouro, com apenas dois gols marcados na Liga dos Campeões contra 11 de Messi, à condição de extremo favorito.


"Acho que isso já é algo que nem cabe mais discussão. A temporada de gols importantes dele é fantástica", disse o treinador do Real Madrid, Zinedine Zidane, após a final.

O título do Campeonato Espanhol também impulsiona Cristiano Ronaldo. E para ampliar o favoritismo, ainda há a possibilidade de sucesso com a seleção de Portugal na Copa das Confederações. Já o início da próxima temporada europeia não costuma influenciar no prêmio de melhor do Mundo.

O duelo com Messi

Cristiano Ronaldo x Messi é algo que impressiona. São dez anos seguidos de discussão com os dois revezando o topo do Mundo.

A provável quinta Bola de Ouro de Cristiano Ronaldo apimenta a rivalidade e faz o discurso pró-Messi como melhor jogador perder força. Agora, os jogadores também estão igualados em número de conquistas de Liga dos Campeões, com quatro cada.

Com a "promessa" de Cristiano Ronaldo aparentemente cumprida, a Bola de Ouro 2018, ainda tão distante, já ganha status de corrida pelo desempate. Mesmo em ano de Copa do Mundo, ninguém é capaz de duvidar do que os dois são capazes.

"Estou em uma fase espetacular, um dos melhores momentos da minha carreira. Podem me criticar, falar o que quiserem. Me sinto como um jovenzinho", avisou Cristiano Ronaldo.

UOL Cursos Online

Todos os cursos