"Herdeiro" de Roberto Carlos, Marcelo supera o ídolo em títulos no Real

Do UOL, em São Paulo

  • Denis Doyle/Getty Images

A posição é a mesma e, agora, o número de títulos da Liga dos Campeões também. Depois de completar as mesmas 11 temporadas que Roberto Carlos teve com a camisa do Real Madrid, Marcelo também superou o antigo craque no histórico de conquistas na equipe espanhola.

Com o título europeu conquistado neste sábado, o 12º na história do clube, o jogador revelado pelo Fluminense melhorou ainda mais o vitorioso currículo no Real: agora são três edições da Champions, quatro do Campeonato Espanhol e duas do Mundial. A grande diferença está nas duas Copas do Rei e outras duas Supercopas da Espanha que tem a mais que Roberto Carlos, de modo que o aprendiz superou o mestre pelo menos no papel.

Conhecido pelos antológicos gols e chutes de longa distância, que ficaram famosos até nos games das gerações passadas, Roberto Carlos conquistou três Champions, quatro edições do Campeonato Espanhol, duas da Copa Intercontinental (como foi chamado o Mundial de Clubes até 2004), duas Supercopas da Espanha e uma da Europa. Isso só com a camisa merengue, que vestiu de 1996 a 2007.

É considerado o melhor lateral esquerdo da história do Real Madrid e, por muitos, também do mundo, embora seja criticado por parte da torcida brasileira pela atuação na Copa do Mundo de 2006 – há quem acredite que cabia a Roberto Carlos marcar o francês Thierry Henry na partida que eliminou a seleção; o brasileiro, no entanto, se abaixou para arrumar a meia e não correu até a bola.

Laurence Griffiths/Getty Images

O "herdeiro" de Roberto Carlos, como ele próprio nomeou Marcelo, chegou ao Santiago Bernabéu no ano em que o veterano se despedia: 2007. "O Marcelo é o meu herdeiro no Real Madrid. Ele é um craque e tem muita qualidade. Muita gente acreditava que ele não jogaria muito, mas está mostrando seu talento. Será um dos grandes jogadores do mundo", disse no mesmo ano.

O discurso se manteve seis anos depois, em 2013. "Sobre o Marcelo eu não preciso falar nada, é só vê-lo jogar futebol e aplaudir", elogiou ao jornal As, da Espanha. Entretanto, o veterano ainda leva vantagem na seleção brasileira graças à conquista da Copa de 2002 – resta a Marcelo tentar aproveitar a chance em 2018.

UOL Cursos Online

Todos os cursos