Não só no Brasil: Sergio Ramos admite mão na bola e Real escapa de pênalti

Do UOL, em São Paulo

  • Bjorn Kuipers/Reuters

    Jogadores do Borussia Dortmund pedem pênalti após toque de mão de Ramos

    Jogadores do Borussia Dortmund pedem pênalti após toque de mão de Ramos

Após uma semana de polêmica no futebol brasileiro por causa de um toque de mão não marcado - gol irregular de Jô, em vitória do Corinthians sobre o Vasco por 1 a 0 -, a Liga dos Campeões vive a mesma situação. Nesta terça-feira (26), o zagueiro Sergio Ramos meteu a mão na bola dentro da área e admitiu o toque após a partida, mas o Real Madrid escapou de ter um pênalti marcado contra si na partida contra o Borussia Dortmund. Os espanhóis venceram o jogo por 3 a 1.

"Foi muito rápido. Sim, é verdade que a bola tocou na minha mão, mas foi totalmente involuntário, não houve qualquer intenção", afirmou o defensor após a vitória. "Não gosto de falar sobre os árbitros, mas é verdade que na Liga dos Campeões eles deixam jogar um pouco mais, gosto disso", avaliou Sergio Ramos.

O lance aconteceu ainda no primeiro tempo. Após rápido contra-ataque do Dortmund, Maximilian Philipp cruzou da esquerda e Ramos, quase embaixo da trave, furou ao tentar afastar a bola e a acertou em cheio com a mão. Os jogadores da equipe alemã ficaram pedindo pênalti, mas o árbitro mandou o lance seguir.

Reprodução/Esporte Interativo
Sergio Ramos toca com a mão na bola dentro da área

Na última segunda (25), o empate por 1 a 1 entre Sport e Vasco no Brasileirão também teve polêmica relacionada a um toque de mão dentro da área. O árbitro Sandro Meira Ricci marcou pênalti a favor dos pernambucanos após julgar que o cruzmaltino Anderson Martins havia interceptado um chute com o braço, mas voltou atrás após conversar por alguns minutos com seus auxiliares.

Jogo do City também tem polêmica

Na partida entre Manchester City e Shakhtar Donetsk, a arbitragem também protagonizou um lance capital. Sané invadiu a área e caiu após chegada do zagueiro Ordets, e o juiz marcou um pênalti pra lá de duvidoso. Agüero foi para a cobrança, mas parou em defesa do goleiro Pyatov. A partida terminou com vitória dos ingleses por 2 a 0.

UOL Cursos Online

Todos os cursos