Substituído, G. Jesus revela papo olho no olho em "portunhol" com Guardiola

Caio Carrieri

Colaboração para o UOL, em Manchester (Inglaterra)

  • AP Photo/Rui Vieira

    Guardiola conversa com Jesus após substituí-lo no jogo do City

    Guardiola conversa com Jesus após substituí-lo no jogo do City

O telão do estádio Etihad apontava oito minutos do segundo tempo, quando a placa de substituição mostrou um 33 em vermelho e um 7 na cor verde: sai Gabriel Jesus, entra Raheem Sterling. Sacado logo após o intervalo na vitória do Manchester City por 2 a 0 sobre o Shakhtar Donetsk, nesta terça-feira (26), pela segunda rodada do Grupo F da Liga dos Campeões, o brasileiro deixou o campo bastante cabisbaixo, apesar dos aplausos efusivos das cadeiras.

O técnico Josep Guardiola se aproximou do pupilo, que olhava para o chão, e o segurou com as duas mãos pelas bochechas. A conversa olho no olho foi rápida, antes do atacante se sentar no banco de reservas.

"Foi portunhol, espanhol. Já entendo bastante. Ele falou comigo e me deu uma explicação de por que me tirou. Ele sempre fala, eu aceito. Claro que ninguém gosta de ser substituído, quem fala isso é porque não quer jogar", disse o jogador de 20 anos, sem querer revelar o tom do papo.

"O jogo foi bom, nossa equipe conseguiu suportar. Sabíamos que a equipe do Shakhtar é boa, com muitos brasileiros que são considerados craques. Conseguimos controlar o jogo e, em um certo momento, soubemos sofrer na partida".

A vitória, que veio com gols de De Bruyne e Sterling, isolou o City na liderança da sua chave na Liga dos Campeões, com seis pontos. Os ucranianos estão atrás, com três. O Napoli, vitorioso por 3 a 1 sobre o Feyenoord (HOL), também tem a três pontos, mas está em terceiro no critério de desempate – perdeu para o Shakhtar na estreia. Já os holandeses estão zerados, com duas derrotas.

Além de estarem no topo do grupo na competição europeia, os "Citizens" ostentam a primeira posição na Premier League. No próximo sábado, o adversário será o Chelsea, atual campeão inglês, em Stamford Bridge. Os londrinos estão na terceira colocação, com três pontos a menos (16 a 13).

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos