Sevilla busca empate impressionante contra Liverpool na Champions

Do UOL, em Sâo Paulo

  • Miguel Morenatti/AP

O Liverpool conseguiu a proeza de desperdiçar três gols de vantagem e uma classificação antecipada às oitavas de final da Liga dos Campeões nesta terça-feira (21). A equipe inglesa cedeu o empate por 3 a 3 ao Sevilla no Ramón Sánchez Pizjuán em jogo da quinta rodada do Grupo E. No primeiro tempo, o Liverpool vencia por 3 a 0, mas os espanhóis devolveram o placar na etapa complementar e buscaram o improvável resultado, que manteve tudo igual na chave.

Líder antes desta terça, o time inglês foi aos nove pontos e manteve o ponto que tinha de vantagem para o Sevilla, que agora tem oito. Ambos os times poderiam garantir a vaga antecipada nas oitavas em caso de vitória, pois o Spartak Moscou ficou no empate por 1 a 1 com o Maribor na Rússia e foi a apenas seis pontos, mas a igualdade na Espanha manteve ingleses, espanhóis e russos brigando pelas duas vagas do grupo na próxima fase.

Os artilheiros da noite foram Roberto Firmino e Ben Yedder. Os centroavantes de Liverpool e Sevilla, respectivamente, fizeram dois gols cada - Mané e Pizarro marcaram os outros gols. Na rodada derradeira, no dia 6 de dezembro, o Liverpool recebe o Spartak Moscou e o Sevilla visita o lanterna Maribor.

Matthew Childs/Reuters

Letal no primeiro tempo, Firmino é o melhor em campo

Para um jogador sem um perfil de um camisa 9 típico, Roberto Firmino voltou a cumprir o papel de artilheiro do Liverpool. O centroavante da equipe de Jürgen Klopp brilhou no primeiro tempo da partida contra o Sevilla, abrindo o placar logo aos 2min. Participativo, o brasileiro pressionou a saída de bola do rival, forçando erros, e também se movimentou quando o time inglês tinha a posse, dando opções aos seus colegas de frente.

Aos 22min, foi creditado com uma assistência para o segundo gol da equipe: deu uma "casquinha" na bola antes de Mané marcar. Oito minutos depois, Firmino mostrou oportunismo e fez o terceiro, aproveitando rebote do goleiro para mandar para as redes. Com o desempenho nesta terça, o brasileiro chegou a cinco gols e duas assistências na Liga dos Campeões.

Jason Cairnduff/Reuters

Como meio-campista, Coutinho organiza ataque do Liverpool

Em outras temporadas, Philippe Coutinho foi o Neymar do Liverpool, atuando como atacante aberto pela esquerda. Desta vez, como tem sido frequente no Liverpool com Salah, Firmino e Mané, Klopp fez do camisa 10 o Renato Augusto do time inglês: o meio-campista da esquerda do trio central. Mais como organizador do que atacante, Coutinho foi participativo, cobrando dois escanteios que resultaram em gols e se aproximando do trio de frente para tabelas ou enfiadas de bola. Na etapa complementar, deixou o campo para a entrada de Can, uma alteração tática de Klopp para segurar a pressão do Sevilla.

Bipolar, Liverpool é incapaz de administrar vantagem

O Liverpool abriu 3 a 0 no primeiro tempo, com dois gols muito parecidos em cobranças de escanteio (Cobrança de Coutinho, desvio no primeiro pau e gols de Firmino e Mané) e outro em contra-ataque (Firmino). Apesar da vantagem, levou sustos quando o placar estava somente 1 a 0 - Karius salvou chute de Nolito e Ben Yedder mandou para fora - e permitiu a reação do Sevilla no segundo tempo.

Matthew Childs/Reuters

Vulnerável na defesa, a equipe de Klopp levou um gol em jogada ensaiada de falta e outro de pênalti, após uma falta tosca cometida por Alberto Moreno. Ben Yedder foi o autor dos gols espanhóis, que dominaram completamente o segundo tempo. O treinador do Liverpool tirou Coutinho para fechar o meio-campo e colocou Milner na lateral, mudanças que reduziram a pressão dos anfitriões, porém foram incapazes de segurar até o final: nos acréscimos, Guido Pizarro aproveitou a sobra de uma cobrança de falta para empatar.

Relacionado, Ganso não fica nem no banco

É uma história recorrente na Liga dos Campeões: o técnico Eduardo Berizzo anuncia os relacionados do Sevilla para a próxima partida com Paulo Henrique Ganso, mas no dia da partida não deixa o brasileiro nem no banco. Foi assim de novo nesta terça, com o brasileiro ausente dos reservas do time espanhol. Com justiça ao treinador: não foi na criação de jogadas que o Sevilla sofreu contra o Liverpool. Os outros meias do elenco espanhol deram conta da armação.

Ficha técnica

Sevilla 3 x 3 Liverpool

Data: 21 de novembro de 2017
Hora: 17h45 (de Brasília)
Local: Ramón Sánchez Pizjuán, em Sevilha (Espanha)
Gols: Roberto Firmino, 2' e 30' 1ºT, Mané 22' 1ºT (Liverpool), Ben Yedder, 6' e 15', Pizarro, 47' 2ºT (Sevilla)

Sevilla: Sergio Rico, Mercado, Geis, Lenglet e Escudero; Pizarro, Nzonzi (Franco Vazquez), Sarabia, Banega e Nolito (Muriel); Ben Yedder (Correa). Técnico: Eduardo Berizzo.

Liverpool: Karius, Gomez, Lovren, Klavan e Moreno (Milner); Wijnaldum, Henderson e Philippe Coutinho (Can); Salah (Oxlade-Chamberlain), Firmino e Mané. Técnico: Jürgen Klopp.

UOL Cursos Online

Todos os cursos