Pesadelo de Jemerson e brilho de Firmino: os selecionáveis na Champions

Do UOL, em São Paulo

A rodada de terça-feira (21) da Liga dos Campeões foi de emoções distintas para os jogadores que têm sido constantemente convocados por Tite para a seleção brasileira. Se alguns não tiveram noites nada felizes – caso principalmente do zagueiro Jemerson, do Monaco –, outros se destacaram por suas equipes, como Roberto Firmino, no Liverpool, e Marcelo, no Real Madrid.

Confira como foi cada selecionável na rodada:

Sevilla 3 x 3 Liverpool

Matthew Childs/Reuters

O Liverpool teve um início avassalador contra o Sevilla e abriu 3 a 0 no primeiro tempo, muito por conta da ótima contribuição de Roberto Firmino. O atacante brasileiro marcou dois gols e deu muito trabalho à defesa espanhola com sua movimentação.

Philippe Coutinho, que também foi titular, teve atuação mais discreta. O meia foi um dos escolhidos pelo técnico Jürgen Klopp para deixar o campo depois que o Sevilla reagiu no segundo tempo e marcou dois gols em 15 minutos, e acabou substituído pelo alemão Emre Can. Nos acréscimos, o time da casa buscou um empate heroico.

Manchester City 1 x 0 Feyenoord

REUTERS/Phil Noble

Gabriel Jesus, desta vez, começou na reserva por opção de Pep Guardiola, que escalou um time misto. O atacante entrou no segundo tempo no lugar do belga De Bruyne, mas teve atuação apagada nos 25 minutos que teve em campo.

No gol, Ederson, contratado também pela habilidade com os pés, deu um susto ao errar um domínio de bola e quase entregar um gol para o Feyenoord, mas conseguiu se recuperar com um carrinho. O goleiro também brilhou com boas defesas em outros três ataques da equipe holandesa.

Danilo, que vem sendo chamado por Tite para a reserva de Daniel Alves, atuou como lateral esquerdo e teve desempenho regular, tomando um cartão amarelo no segundo tempo. Por fim, o volante Fernandinho, habitual titular, não saiu do banco.

Napoli 3 x 0 Shakhtar Donetsk

Maurizio Lagana/Getty Images

Na briga por uma das vagas no ataque da seleção, Taison não foi bem na derrota do Shakhtar para o Napoli. O brasileiro teve a chance de abrir o placar no primeiro tempo ao ficar cara a cara com o goleiro Reina, mas finalizou mal e errou o alvo. Melhor para o time italiano, que se manteve vivo na competição com gols de Insigne, Zielinski e Mertens.

Monaco 1 x 4 RB Leipzig

REUTERS/Eric Gaillard

Deu tudo errado para Jemerson contra o Leipzig. Primeiro, o zagueiro desviou um cruzamento contra a própria rede e marcou um gol contra para abrir o placar para o time alemão. Depois, saiu jogando errado e entregou um presente para o adversário, que ampliou com gol de Timo Werner. A origem do quarto gol também foi um passe ruim de Jemerson no meio-campo. Jogo para esquecer do ex-jogador do Atlético-MG, que disputa a quarta vaga de zagueiro no grupo da seleção.

Apoel 0 x 6 Real Madrid

Yiannis Kourtoglou/Reuters

Em uma partida pra lá de tranquila do Real Madrid, Marcelo teve grande atuação. O lateral esquerdo foi o capitão do time espanhol na ausência de Sergio Ramos e foi muito bem no apoio ao ataque, dando a assistência para o primeiro gol de Cristiano Ronaldo. No segundo tempo, saiu para a entrada de Theo Hernández. Já o volante Casemiro ficou no banco de reservas, com Zidane optando pela escalação de um meio-campo mais leve.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos