Com Firmino e Coutinho, "quarteto fantástico" do Liverpool encanta Europa

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

  • Paul Ellis/AFP

    Mané, Coutinho e Firmino receberam a companhia de Salah nesta temporada

    Mané, Coutinho e Firmino receberam a companhia de Salah nesta temporada

Dois brasileiros, um egípcio e um senegalês compõem aquele que é hoje um dos ataques mais avassaladores do futebol mundial. Com a vitória por 7 a 0 sobre o Spartak Moscou na última quarta-feira (6), o Liverpool fechou a fase de grupos da Liga dos Campeões com incríveis 23 gols em seis jogos, recorde de um time inglês neste período da competição. E quase todos eles se devem Coutinho, Firmino, Salah e Mané.

O "quarteto fantástico" do Liverpool foi responsável por 18 dos 23 gols do time na fase de grupos da Champions - seis de Firmino, cinco de Salah, quatro de Coutinho e três e Mané. Já no Campeonato Inglês, onde a equipe tem o terceiro melhor ataque, são 12 gols de Salah, cinco de Firmino, quatro de Coutinho e mais quatro de Mané.

É verdade que esse ímpeto ofensivo vem cobrando um preço da defesa do time de Jürgen Klopp, que ainda não encontrou seu encaixe ideal e muitas vezes deixa os zagueiros expostos no mano a mano. Mas, por enquanto, o ataque vem sendo mais do que suficiente para manter o Liverpool brigando pelos títulos e encantando na temporada.

Estilo de Klopp favorece o quarteto

Rui Vieira/AP

Desde seu trabalho no Borussia Dortmund, Klopp é conhecido por apostar em um estilo de futebol intenso e ultraveloz, com muita pressão na marcação e contra-ataques letais a cada roubada de bola. Um modelo que se encaixa perfeitamente nas características dos homens de frente do Liverpool, todos eles atletas rápidos, inteligentes e versáteis.

Foi difícil para Klopp escalar todos eles juntos. Na temporada passada, Coutinho, Mané e Firmino já formavam o ataque titular, mas eram sustentados por um tripé mais físico no meio-campo. Com a chegada de Salah, mais um meia-atacante leve, o desenho do ataque mudou, e o time ainda tenta encontrar a melhor maneira de equilibrar seu ataque potente com uma defesa ainda suspeita.

Além disso, Coutinho e Mané estiveram ausentes em partes diferentes do ano, prejudicando o entrosamento. O brasileiro perdeu alguns jogos no início da temporada enquanto estava envolvido na novela de sua possível saída para o Barcelona – uma lesão nas costas foi a versão oficial do clube – e também sofreu com dores na coxa dois meses mais tarde. Já o senegalês ficou fora de três jogos por suspensão no Inglês e também sofreu com problemas físicos.

Agora, porém, o encaixe do ataque parece estar a todo vapor. No massacre contra o Spartak, Coutinho atuou partindo da ponta esquerda, Mané ficou aberto na direita, e Firmino e Salah atuaram por dentro, com o brasileiro voltando mais para buscar jogo e o egípcio bem avançado contra a defesa rival. O resultado foi um festival de contragolpes velozes, trocas de passes envolventes e mudanças de posição que desnortearam o time russo.

Enfim de volta ao mata-mata da Liga dos Campeões após nove anos de ausência, o pentacampeão europeu Liverpool deposita suas fichas em seu ataque para voltar a brilhar na competição. E quem for sorteado contra o time inglês nas oitavas de final já sabe que terá muito trabalho para frear o quarteto. Poderosos como Real Madrid, Bayern de Munique e Juventus podem ser os escolhidos para o duelo.

Confira os números do quarteto na temporada

Roberto Firmino:
Inglês – 14 jogos, 5 gols, 2 assistências
Champions – 8 jogos, 7 gols (1 na fase preliminar), 4 assistências (1 na fase preliminar)
Total – 22 jogos, 12 gols, 6 assistências

Philippe Coutinho:
Copa da Liga – 1 jogo, 0 gol, 0 assistência
Inglês – 8 jogos, 4 gols, 4 assistências
Champions – 5 jogos, 5 gols, 2 assistências
Total – 14 jogos, 9 gols, 6 assistências

Mohamed Salah:
Inglês – 15 jogos, 12 gols, 3 assistências
Champions – 8 jogos, 6 gols (1 na fase preliminar), 1 assistência
Total – 23 jogos, 18 gols, 4 assistências

Sadio Mané:
Inglês – 9 jogos, 4 gols, 3 assistências
Champions – 6 jogos, 3 gols, 2 assistências (1 na fase preliminar)
Total – 15 jogos, 7 gols, 5 assistências

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos