Criticado no PSG, Daniel Alves desafia o rival Cristiano Ronaldo

João Henrique Marques

Do UOL, em Madrid

  • Patrick Hertzog/AFP

"Tá chegando a hora de separar os meninos dos homens". O recado em post de Daniel Alves na noite de segunda-feira chega em momento apropriado. Acostumado a crescer em decisões, o lateral enfrenta grande desafio no Paris Saint-Germain. É no duelo contra o Real Madrid, quarta-feira, no Santiago Bernabéu, em Madrid, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, que encara a pressão criada por atuações irregulares e um antigo rival: Cristiano Ronaldo.

No PSG, Daniel Alves encarou críticas pesadas por conta de uma expulsão na derrota por 2 a 1 diante do Lyon, em janeiro, pelo Campeonato Francês. Foram 3 jogos de suspensão e uma dúvida de que chegaria em boas condições para encarar o Real.

"A cabeça mais do que as pernas", foi o título do jornal "Le Parisien" de uma reportagem crítica ao comportamento do lateral brasileiro na edição de segunda-feira.

A publicação traz a possibilidade até do jogador ficar no banco de reservas. Isso, pois o lateral belga Thomas Meunier teve boas atuações quando o substituiu.

"Em jogos como esse contamos com a experiência e técnica de Daniel Alves", confirmou o treinador do PSG, Unai Emery.

A rivalidade com Cristiano Ronaldo

E para resgatar a confiança dos críticos, o lateral desafiará um velho conhecido. Daniel Alves teve até mesmo um aperto de mão de Cristiano Ronaldo negado. Isso aconteceu em janeiro de 2016 na cerimônia do Bola de Ouro da Fifa, em Zurique, na Suíça. O português bateu-boca com o brasileiro por conta de declaração após a goleada de 4 a 0 do Barça no fim de 2015.

"O Cristiano Ronaldo é exageradamente personagem. Gosta de estar no centro das atenções. Então quando perde, será sempre lembrado", destacou Daniel Alves.

Ainda na Suíça, o lateral brasileiro voltou a cutucar o português após o anúncio de que Neymar ficou em terceiro na eleição de melhor do mundo atrás de Messi e Cristiano Ronaldo. "A mim me surpreende (Neymar em terceiro), mas logo... - choram quando digo essas coisas. Quando Leo não ganhar, Neymar ganhará", declarou o brasileiro errando a previsão do Bola de Ouro no ano seguinte, vencido por Cristiano Ronaldo, com Messi na segunda colocação.

"Nunca falei sobre este rapaz nas minhas entrevistas e não vou dar publicidade grátis. Prefiro manter minha linha, se quero falar mal de um companheiro, falo na cara e não na imprensa", disse Cristiano Ronaldo após ser questionado se está cansado das provocações do brasileiro.

A última delas foi dada justamente logo após a declaração de Cristiano Ronaldo. Foi com uma postagem em redes sociais com foto de todas as conquistas pelo Barcelona e risos que o brasileiro se expressou.

Ouvir questionamentos sobre o português sempre está presente em qualquer entrevista de Daniel Alves na Espanha. E a rivalidade entre ambos já foi vista também dentro de campo.

Na vitória do Barcelona por 2 a 1 no Camp Nou, pelo Campeonato Espanhol passado, Cristiano Ronaldo acertou uma cotovelada em Daniel Alves. O revide do brasileiro foi na bola, em lance histórico, com caneta no português com finalização defendida pelo goleiro Diego Lopez

Já na vitória do Real Madrid por 3 a 1 no Santiago Bernabéu, em 2014, também pelo Campeonato Espanhol, o português deu um chute em Daniel Alves, que revidou com um empurrão. A discussão tomou conta do noticiário espanhol no dia seguinte.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos