Neymar volta à Espanha e testa novo status em prova de fogo

João Henrique Marques

Do UOL, em Madri

  • AFP PHOTO / REMY GABALDA

"Nível melhor do mundo". A frase de Zinedine Zidane para definir Neymar na véspera do confronto entre Real Madrid e PSG, no Santiago Bernabéu, nesta quarta-feira, às 17h45 (de Brasília), pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, representa o atual status do brasileiro. Agora é a hora de provar que a decisão de deixar o Barcelona para atuar no clube francês em busca do Bola de Ouro, o prêmio de melhor jogador do Mundo, foi correta.

O retorno de Neymar à Espanha está carregado de tensão. O brasileiro conduz o projeto do PSG de titulo inédito de Liga dos Campeões justamente contra o maior campeão: o Real Madrid ganhou as duas últimas e tem 12 conquistas no total.

Mesmo tendo deixado a Espanha em julho de 2017, Neymar seguiu como centro das atenções no país. Seja pela bola, com 27 gols em 28 jogos, e com ótimas atuações no PSG. Ou sem ela, com o problema judicial com o Barcelona, ou especulações de transferência para o Real Madrid.

Sem negar a possibilidade de jogar pelo Real, a boataria em torno de Neymar na Espanha só aumentou. Soma-se a isso o insucesso do clube na temporada – quarto lugar no Campeonato Espanhol e eliminado nas quartas de final da Copa do Rei - e sua contratação passou a ser vista como obrigação. Os jornais da cidade já fizeram até projeção de quanto a operação custaria aos cofres madrilenhos: mais de 500 milhões de euros

Com nome forte na Espanha, um sucesso contra o Real Madrid só vai aumentar a intensa boataria que rondou o nome de Neymar nos últimos meses.

"O cenário do Neymar é complicado. Se o Real Madrid for eliminado, a pressão será pela contratação de um novo craque na próxima temporada. E o Neymar é a opção número 1, 2 e 3 do Florentino (Perez, presidente do Real Madrid", comentou Bruno Alemany, repórter da rádio Cadena Ser.

O bom retrospecto no Bernabéu

Logo no primeiro jogo no Santiago Bernabéu, em 2014, Neymar foi um dos destaques. Na vitória por 4 a 3 do Barcelona, pelo Campeonato Espanhol, o brasileiro sofreu o pênalti que originou a expulsão do zagueiro Sérgio Ramos. Na época, os jornais espanhóis colocaram o atacante como o principal jogador da partida ao lado de Lionel Messi, autor de três gols de pênalti no confronto.

Na temporada seguinte, ainda em 2014, em novo duelo no Bernabéu, Neymar foi o responsável por um gol do Barcelona logo nos minutos iniciais do jogo no Espanhol. No entanto, O Real Madrid venceu o duelo por 3 a 1.

A lembrança marcante de Neymar no estádio do Real Madrid é o ultimo confronto até então. Em 2015, o jogador foi o responsável por um gol e deu duas assistências na vitória de 4 a 0 do Barcelona, também pelo Campeonato Espanhol. Na ocasião, o time tinha Messi no banco de reservas por retornar de lesão no joelho, e o brasileiro como o principal jogador. 

REAL MADRID x PARIS SAINT-GERMAIN 

Data: 14 de fevereiro de 2018
Horário: 17h45 (de Brasília)
Local: estádio Santiago Bernabéu, em Madri (Espanha)
Árbitro: Gianluca Rocchi (Itália)
Assistentes: Elenito Di Liberatore e Mauro Tonolini (ambos da Itália)

REAL MADRID: Keylor Navas, Nacho, Varane, Sérgio Ramos e Marcelo; Casemiro, Kroos e Modric; Bale, Benzema e Cristiano Ronaldo.
Técnico: Zinedine Zidane

PSG: Areola; Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Kurzawa; Diarra, Rabiot e Verrati; Neymar, Cavani e Mbappé
Técnico: Unai Emery

UOL Cursos Online

Todos os cursos