"O futuro parece sombrio": imprensa francesa lamenta queda precoce do PSG

Do UOL, em São Paulo

  • reprodução

    O jornal esportivo L'Equipe, da França, tratou a eliminação como "imensa desilusão"

    O jornal esportivo L'Equipe, da França, tratou a eliminação como "imensa desilusão"

A França esperava mais do Paris Saint-Germain. Sem poder contar com Neymar nesta terça-feira (6), no segundo jogo contra o Real Madrid, o estrelado time foi eliminado da Liga dos Campeões nas oitavas de final e fez toda a imprensa local lamentar.

"O futuro parece sombrio", escreveu o Le Parisien em seu relato do jogo, destacando que "o obstáculo [da virada] se revelou intransponível". O título diz que o PSG foi "impotente e eliminado".

Neymar é citado pela primeira vez quando a publicação lembra que o time esteve privado de seu pé operado. Segundo a publicação, a equipe não correspondeu aos "sonhos de Neymar de sua luxuosa residência no Brasil".

O jornal vai além: segundo eles, Unai Emery não perdeu só o craque brasileiro, mas também "um suplemento de alma" que não foi capaz de levar a um "ardente e apaixonado" Parque dos Príncipes – o estádio fez festa nesta terça, mas não conseguiu evitar a nova derrota.

"A imensa desilusão", relatou o L'Equipe em sua manchete, que usou uma foto de Cavani e Pastore em tom cabisbaixo. No primeiro parágrafo publicado após o apito final, o principal jornal esportivo do país disse que o PSG foi "batido de novo pelo Real".

"O Real derruba o Paris", publicou o Le Monde, que destaca na linha fina que o time de Unai Emery foi "privado de Neymar diante do atual campeão europeu" – vale lembrar que o Real Madrid conquistou as duas últimas edições da Champions.

Cristiano Ronaldo fez o primeiro gol da equipe merengue nesta terça-feira; posteriormente, Cavani empatou para os franceses, mas Casemiro marcou e decretou a vitória espanhola. Derrotado por 3 a 1 na partida de ida, no Santiago Bernabéu, o PSG precisava vencer por dois gols de diferença.

UOL Cursos Online

Todos os cursos