Eliminação na Champions tira pressão de Neymar para acelerar retorno ao PSG

João Henrique Marques

Do UOL, em Paris

  • REUTERS/Stephane Mahe

Mesmo na disputa por três títulos ainda na França, a eliminação do Paris Saint-Germain nas oitavas de final Liga dos Campeões – derrota por 2 a 1 para o Real Madrid, na noite de quarta-feira, no Parque dos Príncipes, em Paris - dá uma sensação de fim da temporada no clube. E o novo cenário tira a pressão de Neymar em acelerar o tratamento pós cirúrgico no pé direito.

Com seis semanas como prazo mínimo de ausência, a análise no PSG era de retorno de Neymar em uma possível semifinal da Liga dos Campeões. Com jogos de baixa importância de final de temporada, o brasileiro ganha tranquilidade para voltar a atuar pelo clube francês somente nos últimos jogos da temporada, à beira da disputa da Copa do Mundo.

Com a volta esperada para o final de abril, Neymar teria disponibilidade para três jogos no Campeonato Francês (Amiens, Rennes e Caen). Até lá, a discussão será em torno da necessidade de ter o camisa 10 em campo com o time – provavelmente – campeão. PSG tem 14 pontos de vantagem para o Monaco, restando 10 rodadas para o fim da disputa.

Uma opção de duelo de retorno de Neymar seria a possível final da Copa da França, dia 8 de maio. O PSG encara o Caen na semifinal, dia 18 de abril. No entanto, a necessidade de ter o camisa 10 na decisão também é baixa, visto que a outra semifinal é o duelo de dois times da terceira divisão da França: Les Herbies x Chambly.

Na final da Copa da Liga Francesa, contra o Monaco, Neymar já é ausência certa. A decisão ocorre no dia 31 de março, apenas um mês apos a cirurgia do brasileiro.

"Independentemente de termos ou não o Neymar na temporada, ainda temos nossos objetivos. Vamos procurar a tranquilidade para seguir o trabalho. E se ele vier, claro, melhor", comentou o zagueiro Marquinhos após a eliminação do PSG.

O comportamento de Neymar

Neymar é visto pelos companheiros como um jogador "fominha", no que diz respeito a vontade de atuar em todos os jogos. Por conta disso, a avaliação de fim de temporada no PSG é arriscada.

Antes da Copa do Mundo de 2014, por exemplo, Neymar sofreu lesão no pé direito, em abril. A previsão de final da primeira temporada no Barcelona existia, mas o atacante entrou em campo nos 30 minutos finais do no último jogo do time – empate por 1 a 1 contra o Atlético de Madrid, no Camp Nou -. Aqui, cabe a ponderação de que o confronto era o decisivo do Campeonato Espanhol – empate deu o titulo ao Atlético. 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos