Ações da Juventus despencam na Bolsa após derrota para o Real na Champions

Do UOL, em São Paulo

  • ISABELLA BONOTTO/AFP

No dia seguinte à derrota por 3 a 0 para o Real Madrid pela Liga dos Campeões, a Juventus sofre novo revés, este de cunho financeiro. As ações da equipe caíram 7% na abertura da Bolsa de Valores Italiana nesta quarta-feira (4), sendo cotadas agora em 0.63 euro e chegando ao menor valor nos últimos oito meses.

O valor das ações da Juve caiu 18% desde o início do ano, o maior declínio entre os 22 clubes de futebol europeus que têm participação em bolsas. O atual valor de mercado do clube italiano é de cerca de 633 milhões de euros (mais de R$ 2,6 bilhões).

A volatilidade na Bolsa após revés para o Real Madrid não é exatamente uma novidade para a Juve. Em junho de 2017, as ações caíram 12% após a final da Champions League, um tombo do qual o clube só se recuperaria três meses depois.

Em campo, as chances de a Juventus sobreviver na Liga dos Campeões não são grandes. Para avançar às semifinais, o time precisa vencer o Real Madrid por pelo menos três gols no Santiago Bernabéu, na próxima quarta-feira (11) — há critério de gol fora de casa.

UOL Cursos Online

Todos os cursos