Mão na vaga: Com 2 gols contra, Barça passeia contra Roma na ida da quartas

Do UOL, em São Paulo

Quando o sorteio da Liga dos Campeões colocou a Roma frente a frente com o Barcelona, os dirigentes italianos não esconderam o desapontamento. O que não esperavam, contudo, é que o principal problema para sua defesa seria seus próprios jogadores. No duelo no Camp Nou nesta quarta-feira (4), o Barcelona venceu por 4 a 1 com direito a dois gols contra, marcados por De Rossi e Manolas.

O desastre defensivo visto no Camp Nou deixa a Roma em situação dificílima nas quartas de final da Liga dos Campeões. Na próxima terça-feira, quando as equipes se reencontrarem no Estádio Olímpico, o Barcelona pode perder por até dois gols de diferença para avançar. A Roma precisará vencer por três tentos de vantagem para avançar, contanto que o Barcelona não marque nenhum. Caso triunfe por 4 a 1, o duelo irá para a prorrogação.

Barcelona começa o jogo pressionando

Jogando em casa, o Barcelona iniciou a partida dominando as ações. Logo aos 7 minutos, Rakitic tocou para Suárez, que chutou firme para o fundo das redes de Alisson. A defesa romanista, contudo, foi bem-sucedida na linha de impedimento e o tento foi anulado.

A pressão quase rendeu frutos 10 minutos depois. Rakitic avançou pela esquerda e cruzou para a área. A bola desviou e bateu na trave de Alisson. No rebate, Suárez chutou para fora.

Roma reclama de dois pênaltis não marcados

AFP PHOTO / Pau Barrena

A Roma deixou o primeiro tempo reclamando de dois pênaltis não marcados. O primeiro aconteceu logo aos oito minutos. Dzeko recebeu dentro da área e caiu após ser tocado pelo lateral Nelson Semedo.

Durante a transmissão da Globo, o comentarista de arbitragem Paulo César de Oliveira concordou com o árbitro. "Quando ele sentiu o contato, ele se atirou e o árbitro mandou corretamente seguir. Contato ali foi de jogo".

O lance mais polêmico, contudo, aconteceu aos 39, apenas dois minutos depois do gol do Barcelona. Pellegrini foi derrubado por Umtiti e o árbitro Danny Makkelie marcou falta fora da área. A imagem da transmissão, porém, mostrou que o toque começou dentro da área.

"Há um contato do Umtiti em cima e esse contato leva o pé do jogador para fora da área. Portanto, pênalti não marcado pela arbitragem", explicou Paulo César, que minimizou o erro. "Se eu tivesse apitando, teria marcado fora".

"Artilheiro", gol contra ajuda o Barcelona...

A estratégia defensiva da Roma estava dando resultado. Com a linha dos zagueiros bem próxima à dos meias, o time obrigava o Barcelona a trocar passes rápidos e forçava o erro. Tudo ia bem até uma saída errada de bola aos 37 minutos.

Iniesta recuperou a bola e tabelou com Messi. Quando a bola ia chegar de volta para o argentino, Daniel de Rossi chegou para tentar o corte e mandou para o fundo das próprias redes.

... duas vezes

Os gols contra têm sido destaque ofensivo do Barcelona na Liga dos Campeões. Dos 14 tentos marcados na competição até aquele momento, quatro haviam sido feitos por jogadores das equipes adversárias. E contra a Roma, ainda dava tempo de mais um.

Aos 11 minutos do segundo tempo, Rakitic cruzou e Manolas se esticou para evitar que ela chegasse em Umtiti. A bola bateu na trave, voltou no joelho e morreu no fundo das redes de Alisson. Mais um gol contra para o Barcelona.

Piqué aproveita desatenção romanista

Os dois gols contra desestabilizaram o time da Roma. A atenção defensiva já não era mais como antes e cobrou seu preço pouco tempo depois. Em jogada de ataque pela direita, a marcação italiana se distraiu e deixou Suárez livre na esquerda. O uruguaio chutou, Alisson fez boa defesa e Piqué apareceu para completar para o fundo das redes.

Roma diminui o prejuízo

Com três gols de desvantagem, a Roma passou a jogar de maneira despretensiosa. E ficou mais perto de balançar as redes. Na primeira grande chance, aos 32, Ter Stegen saiu jogando errado e a bola sobrou para Defrel dentro da área. O atacante dominou e soltou a bomba, mas o goleiro alemão conseguiu se recuperar e fazer grande defesa.

Dois minutos mais tarde, Dzeko não desperdiçou a chance que teve: recebeu na área, dominou e bateu para superar Ter Stegen.

Barcelona aproveita nova falha da Roma

O gol da esperança em nada adiantou para a Roma. Sete minutos mais tarde, uma nova falha da defesa da Roma praticamente definiu a eliminação italiana. Após cruzamento de Denis Suárez, Federico Fazio errou o corte e a bola ficou livre para Luis Suárez fazer o quarto gol do Barcelona.

FICHA TÉCNICA
BARCELONA 4 X 1 ROMA

Competição: Liga dos Campeões (quartas de final)
Data: 4 de março de 2018, às 15h45 (de Brasília)
Local: Camp Nou, em Barcelona (ESP)
Árbitro: Danny Makkelie (HOL)
Assistentes: Mario Diks (HOL) e Hessel Steegstra (HOL)
Cartões amarelos: Kolarov e Strootman (Roma)
Cartões vermelho: -
Gols: De Rossi (contra), aos 37'/1ºT, Manolas (contra), aos 11'/2ºT, Piqué, aos 13'/2ºT, e Luis Suárez, aos 41'/2ºT, pelo Barcelona; Dzeko, aos 34'/2ºT, pela Roma

BARCELONA: Ter Stegen; Semedo, Piqué, Umtiti, Alba; Busquets (Paulinho), Rakitic, Sergi Roberto (André Gomes), Iniesta (Denis Suárez); Messi e Luis Suárez. Técnico: Ernesto Valverde

ROMA: Alisson; Bruno Peres, Manolas, Fazio, Kolarov; De Rossi (Defrel), Pellegrini (Gonalons), Strootman; Florenzi (El Shaarawy), Perotti e Dzeko. Técnico: Eusebio Di Francesco

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos