Firmino leva a melhor sobre Jesus e classifica Liverpool contra o City

Do UOL, em São Paulo (SP)

O Liverpool se assustou, foi pressionado e viu o Manchester City ameaçar. Entretanto, graças a Mohamed Salah e Roberto Firmino, o clube cinco vezes campeão da Liga dos Campeões voltou à fase semifinal do torneio após dez anos. Com gols do egípcio e do brasileiro, a equipe derrotou o time comandado por Josep Guardiola por 2 a 1, em pleno Eithad Stadium, e assegurou a classificação bem encaminhada após o "passeio" no jogo de ida.

A vantagem de 3 a 0 adquirida na ida teve um conforto de apenas dois minutos, quando Gabriel Jesus abriu o placar para o City. No duelo direto pela camisa 9 da seleção brasileiro, entretanto, o ex-palmeirense acabou novamente superado por Roberto Firmino, que, com tranquilidade e categoria, anotou o segundo gol dos visitantes em Manchester e chegou a oito no torneio mais badalado do calendário europeu.

O clube de Liverpool, que volta a uma semifinal pela primeira vez desde 2008, quando perdeu a vaga na decisão para o Chelsea, cresceu de rendimento no segundo tempo e aproveitou-se dos espaços dados pela equipe da casa. Guardiola, em uma das cadeiras do Eithad Stadium após ser expulso no intervalo – fruto de uma hostil reclamação de um gol anulado -, viu a equipe se abater depois do gol de Salah e aceitar a eliminação.

O Liverpool será o único representante inglês entre os quatro melhores, enquanto o City, próximo de assegurar nas próximas semanas o título nacional, falha novamente no projeto de alcançar as fases mais agudas do principal torneio continental. O adversário sai na sexta-feira, data do sorteio da Uefa.

Salah, sempre ele

ANDREW YATES/REUTERS
Salah anotou o oitavo gol na Liga dos Campeões e novamente se mostrou decisivo

Nunca duvide de Mohamed Salah. Mesmo sumido, tímido diante de toda a pressão do City, o egípcio se mostrou decisivo. Quando os donos da casa ensaiavam reeditar uma pressão quase que insuportável, como na primeira etapa, o camisa 11 do Liverpool aproveitou a primeira oportunidade no jogo para decidir a classificação. O goleador pegou a sobra de Mané e tocou com categoria sobre Otamendi para igualar o placar em Manchester.

Clima hostil

O clima no Eithad Stadium mudou completamente com o gol da estrela egípcia do Liverpool. O empate gerou discussões entre torcedores em uma das áreas mais nobres do estádio, localizada atrás dos bancos de reservas. Seguranças particulares precisaram agir para evitar uma confusão ainda maior. Um fã do Liverpool presente no bate-boca acabou retirado do local por questão de segurança.

Acredite em Jesus

Antes do egípcio, um brasileiro movimentava a partida no Eithad Stadium. O Manchester City iniciou a partida com o objetivo de diminuir a desvantagem logo nos primeiros minutos, e deu certo. Sterling pressionou Van Dijk, que tocou errado para Fernandinho. O volante tocou em profundidade para o próprio Sterling, que achou Gabriel Jesus livre na grande área para abrir o placar. Tudo isso com apenas dois minutos de jogo.

Adiós, Pep

AFP PHOTO / Anthony Devlin
Guardiola reclamou muito com a arbitragem e acabou expulso no intervalo

Mesmo com a larga vantagem conquistada no jogo de ida e a classificação com méritos do Liverpool, o confronto terá discussões sobre a arbitragem de Antonio Mateu Lahoz. O espanhol anulou o que seria o segundo gol do Manchester City, anotado por Sané após desvio de Milner que vetava o impedimento, e revoltou Pep Guardiola. O treinador invadiu o campo, reclamou e acabou expulso. A Liga dos Campeões acabou mais cedo para o comandante.

Cornetada de grife

O dia de Guardiola começou com críticas. Ao ser divulgada a escalação do Manchester City, ninguém menos que Liam Gallagher "cornetou" o treinador por deixar Aguero e Kompany no banco de reservas. "Sem Sergio e sem Kompany, vai se f…, Pep...", escreveu o ex-vocalista do Oasis no Twitter.

FICHA TÉCNICA
MANCHESTER CITY 1 x 2 LIVERPOOL

Competição: Quartas de final da Liga dos Campeões da Uefa
Local: Eithad Stadium, em Manchester (Inglaterra)
Data: 10 de março de 2018
Horário: 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Antonio Mateu Lahoz (Espanha)
Assistentes: Pau Cebrián Devís e Roberto del Palomar (ambos da Espanha)
Cartões Amarelos: Ederson e Bernardo Silva (Manchester City); Mané, Alexander-Arnold, Roberto Firmino e Van Dijk (Liverpool)

Gols:
MANCHESTER CITY: Gabriel Jesus, aos 2min do 1º tempo; LIVERPOOL: Salah, aos 10min do 2º tempo, e Roberto Firmino, aos 31min do 2º tempo

MANCHESTER CITY: Ederson; Walker, Otamendi e Laporte; Fernandinho; Bernardo Silva (Gundogan), Kevin de Bruyne e David Silva (Aguero); Sterling, Gabriel Jesus e Sané.
Técnico: Josep Guardola.

LIVERPOOL: Karius; Alexander-Arnold (Clyne), Lovren, Van Dijk e Robertson; Milner, Wijnaldum e Oxlade-Chamberlain; Salah (Ings), Roberto Firmino (Klavan) e Mané.
Técnico: Jurgen Klopp.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos