Uefa julgará em maio chilique de Guardiola e ataque a ônibus do City

Do UOL, em São Paulo

  • Anthony Devlin/AFP

A Uefa julgará no dia 31 de maio os acontecimentos nas duas partidas entre Liverpool e Manchester City, pelas quartas de final da Liga dos Campeões. A entidade analisará a atitude dos torcedores do Liverpool e o comportamento do técnico Pep Guardiola.

O primeiro caso aconteceu na primeira partida entre as duas equipes, na casa do Liverpool. Na ocasião, os torcedores do clube atacaram objetos contra o ônibus do Manchester City na chegada ao estádio.

A atitude da torcida do Liverpool foi contestada pelo próprio clube e pelo treinador Jürgen Klopp. O comandante chamou os torcedores de "idiotas". "Por alguns poucos idiotas, talvez isso nunca volte a acontecer. O ambiente durante o jogo foi uma das melhores experiências que tive, mas o que passou antes muda meu ponto de vista".

O caso de Pep Guardiola aconteceu na partida de volta, na última terça-feira (10). O treinador espanhol se revoltou após a arbitragem anular o gol de Leroy Sané. Guardiola tirou Gabriel Jesus e Fernandinho de perto do árbitro, porém, atacou Antonio Mateu Lahoz com um duro discurso enquanto se encaminhava aos vestiários.

A arbitragem expulsou o treinador espanhol, que acompanhou o segundo tempo em uma das cadeiras do Eithad Stadium, ao lado de Manel Estiarte, seu braço-direito no clube.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos