Presidente da Juventus ataca Pierluigi Collina e arbitragem da Uefa

Do UOL, em São Paulo

  • AP Photo/Francisco Seco

    Buffon é expulso por reclamação após pênalti contra a Juventus

    Buffon é expulso por reclamação após pênalti contra a Juventus

Após o pênalti polêmico marcado a favor do Real Madrid nessa quarta-feira (11), Andrea Agnelli, presidente da Juventus, criticou Pierluigi Collina, que trabalha como dirigente da arbitragem na Uefa. De acordo com o mandatário, a tentativa do ex-juiz de ser imparcial com italianos prejudica os clubes do país.

"A vaidade do designador acaba afetando indiretamente as equipes italianas. Estas designações de arbitragem são, talvez, feitas para demonstrar sua imparcialidade. Deveria ser mudado a cada três anos. Olho para as injustiças sofridas por Lazio, Roma e Milan, não só a nossa, em qualquer estágio", disse Agnelli, segundo reportagem do jornal italiano "Gazzetta dello Sport".

Na partida em questão, a Juventus vencia o Real Madrid por 3 a 0 no Santiago Bernabéu, devolvendo o placar que havia sofrido em Turim. Restando 30 segundos para o fim do jogo, o árbitro marcou pênalti polêmico de Mehdi Benatia sobre Lucas Vásquez e ainda expulsou Gianluigi Buffon por reclamação. Cristiano Ronaldo converteu a cobrança e garantiu a classificação do clube espanhol para as semifinais da Liga dos Campeões.

"O árbitro não administrou a situação. Na penalidade, ele tomou uma decisão errada, e sobre a expulsão de Buffon foi excessivo, mesmo levando em consideração do que aconteceu na primeira etapa", opinou Agnelli.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos