Süle, do Bayern: "Se vencêssemos por 5 a 2, ninguém poderia reclamar"

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS

O Bayern de Munique criou inúmeras oportunidades de marcar, mas foi pouco efetivo e acabou sendo derrotado pelo Real Madrid por 2 a 1, em plena Alemanha, na última quarta-feira (25), em confronto válido pela semifinal da Champions League. Para o zagueiro bávaro Niklas Süle, a superioridade de sua equipe foi notória e uma goleada diante dos espanhóis não seria um placar injusto.   

"Se tivéssemos vencido por 5 a 2, ninguém poderia reclamar", disse o defensor que entrou na partida aos 34 minutos para substituir o lesionado Jérôme Boateng. "E poucas vezes vi um Real Madrid tão fraco em Munique", completou Süle.

De fato, os números corroboram o discurso adotado pelo zagueiro do Bayern. A equipe comandada por Zinedine Zidane finalizou 7 vezes, sendo apenas quatro no alvo. Já a equipe alemã arrematou em 17 oportunidades, além de ter controlado a posse de bola por 60% do tempo.

Na mesma linha de raciocínio de seu companheiro, Thomas Müller relatou que faltou maturidade para o Bayern ganhar o duelo, mas ressaltou que o confronto ainda está em aberto: ""Fomos muito ingênuos, tivemos várias oportunidades de gol. Poderíamos ter conseguido um resultado muito melhor. Isso dói. Mas nada está decidido, podemos virar na Espanha", contou o meia à Blein Sports.

O segundo embate entre Bayern de Munique e Real Madrid está marcado para a próxima terça-feira (1/5), em Madri, no estádio Santiago Bernabéu. Para avançar, os alemães precisam marcar ao menos dois gols.

UOL Cursos Online

Todos os cursos