Firmino salva no fim, e Liverpool derrota PSG na estreia da Champions

Do UOL, em São Paulo

Neymar esteve longe de seu melhor nesta terça-feira (18), mas Firmino foi herói. O Liverpool aproveitou o protagonismo de seu brasileiro para vencer o Paris Saint-Germain por 3 a 2 em Anfield, na Inglaterra, na estreia das duas equipes na temporada 2018/2019 da Liga dos Campeões.

Os três primeiros gols saíram na etapa inicial. Sturridge, de cabeça, e Milner, de pênalti, deixaram o time inglês em vantagem no placar. Meunier diminuiu para a equipe parisiente ainda antes do intervalo. Mbappé empatou aos 38 do segundo, mas Firmino, herói, selou a vitória britânica aos 46.

Como esta foi a primeira rodada, o Liverpool lidera o grupo C com a vitória; o PSG é o lanterna. Estrela Vermelha e Napoli, que estão na mesma chave, ficaram no empate por 0 a 0 em Belgrado, na Sérvia.

O melhor: Firmino

Phil Noble/Reuters

A dedada de Jan Vertonghen no olho de Roberto Firmino quase saiu cara para o jogador brasileiro, que teve de começar no banco de reservas e só entrou em campo aos 25 do segundo tempo, no lugar de Sturridge.

De um jeito ou de outro, ele mostrou que não precisava de muito tempo em campo para exibir sua estrela. Aos 46 do segundo tempo, depois de o PSG empatar, Firmino cortou a marcação de Marquinhos e chutou cruzado para o gol.

O pior: o sistema defensivo do PSG

Michael Regan/Getty Images

Tudo começou com Thiago Silva e Kimpembe, que deixaram Sturridge subir sozinho para abrir o placar no primeiro tempo, mas Marquinhos não deve se livrar das críticas durante a semana. Afinal, foi diante do zagueiro brasileiro que Firmino encontrou o caminho para o gol da vitória.

Neymar não brilha, mas faz boa jogada

Julian Finney/Getty Images

Nas vezes em que Neymar foi ao chão, a torcida britânica reagiu com pouco carinho e não o poupou das críticas e ofensas (nem mesmo ao vê-lo escorregar sozinho, sem simular). As provocações só cessaram momentaneamente aos 38 do segundo tempo, quando ele carregou a bola na intermediária e serviu Mbappé no empate.

Mas o brasileiro demorou para mostrar aos ingleses por que deveriam pegar menos no seu pé. Chegou a fazer fila no meio-campo do Liverpool antes dos 10 minutos de jogo, mas errou o passe para Mbappé e matou a própria jogada. Para piorar, Neymar ainda levou um lindo drible de Mané aos 24 da etapa inicial, lance que não ajudou em sua relação com a torcida da casa.

A grande chance de Neymar foi um chute em cima de Alison, que o conhece tão bem da seleção; Cavani pegou o rebote, bateu de primeira e, assim como o camisa 10, facilitou a vida do goleiro brasileiro.

Milner comanda Liverpool como Gerrard

A movimentação de James Milner nesta terça-feira foi digna de Steven Gerrard. Não satisfeito em ser o maestro do ataque do Liverpool com cruzamentos venenosos, o inglês ainda "colocou Neymar no bolso", como se diz na linguagem da internet, durante boa parte do jogo.

Quando Bernat derrubou Wijnaldum na área, Milner ainda seguiu os passos de Gerrard ao assumir a responsabilidade na cobrança do pênalti. Areola até acertou o canto esquerdo, mas não conseguiu impedir a bola de balançar a rede.

Cavani erra bicicleta, mas ajuda PSG

O primeiro gol do PSG foi de Meunier, mas é muito improvável que alguém não tenha notado a participação de Cavani na jogada. Tudo começou pela ponta esquerda aos 39 do primeiro tempo, quando o uruguaio fez o desarme e entregou a bola nos pés dos colegas.

O camisa 9 corre para a área no momento do cruzamento e tenta uma bicicleta, mas fura. A vantagem é que sua movimentação pareceu confundir a zaga do Liverpool, que deixou Meunier tranquilo para completar para o gol.

Areola impede algo pior

Michael Regan/Getty Images

O goleiro sofreu três gols e deve ter feito a torcida do Paris Saint-Germain suspirar de ansiedade por Buffon, mas a verdade é que Areola impediu um placar ainda pior para a equipe parisiense.

Aos cinco do primeiro tempo, quando o PSG ainda tentava se organizar em campo, Van Dijk chutou despretensiosamente e deu trabalho para o goleiro francês. Quatro minutos depois, Areola deu um tapa na bola para impedir um gol olímpico de Salah.

No entanto, ele não conseguiu fazer milagre aos 30, quando Robertson cruzou na cabeça de Sturridge. O atacante inglês subiu livre demais entre Thiago Silva e Kimpembe, que não marcavam ninguém, e tocou de cabeça para a rede.

Areola teve até de sofrer fisicamente para conter o Liverpool. Aos 12 do segundo tempo, teve a virilha acertada pelo pé de Sturridge e fez com que o gol de Salah fosse anulado.

FICHA TÉCNICA
LIVERPOOL 3 X 2 PSG

Data e hora: 18 de setembro de 2018, às 16h (de Brasília)
Local: Anfield Road, em Liverpool (Inglaterra)
Árbitro: Cüneyt Çakir (Turquia)
Auxiliares: Bahattin Duran e Tarik Ongun (ambos da Turquia)
Cartões amarelos: Van Dijk (Liverpool); Meunier (PSG)
Gols: Sturridge, aos 30 minutos, Milner, aos 36 do primeiro tempo, e Firmino, aos 46 do segundo (Liverpool); Meunier, aos 40 do primeiro tempo, e Mbappé, aos 38 do segundo (PSG)

LIVERPOOL: Alisson; Alexander-Arnold, Gomez, Van Dijk e Robertson; Wijnaldum, Milner e Henderson; Salah (Shaqiri), Sturridge (Firmino) e Mané (Fabinho)
Técnico: Jurgen Klopp

PSG: Areola; Meunier, Kimpembe, Thiago Silva e Bernat; Marquinhos, Rabiot e Di María (Choupo-Moting); Mbappé, Cavani (Draxler) e Neymar
Técnico: Thomas Tuchel

UOL Cursos Online

Todos os cursos