Com erro de Fernandinho e furada, City perde para o Lyon na Champions

Do UOL, em São Paulo (SP)

Exaltado na temporada passada pela excelência de suas atuações, o Manchester City esteve irreconhecível em sua estreia na Liga dos Campeões. Vítima dos próprios erros, a equipe inglesa perdeu em casa para o Lyon por 2 a 1, nesta quarta-feira (19). 

Os dois gols franceses, ambos no primeiro tempo, nasceram em perdas de bola no meio de campo. Aos 25 minutos, um passe errado de David Silva gerou o contra-ataque concluído por Cornet, graças também a uma furada inacreditável de Delph dentro da própria área na tentativa de cortar o cruzamento. Aos 42, Fernandinho vacilou e foi desarmado com facilidade para depois Fekir ampliar.

Na etapa final, o City voltou a falhar e o Lyon ainda acertou a trave com Depay, mas conseguiu anotar o gol de honra com Bernardo Silva, após assistência de Sané. 

O confronto em Manchester foi válido pelo Grupo F da Champions League, que contou também com o empate em 2 a 2 entre Shakhtar Donetsk e Hoffenheim nesta quarta.

Na próxima rodada, o City vai à Alemanha encarar o Hoffenheim, no dia 2 de outubro, mesma data de Lyon x Shakhtar.

O melhor: Fekir

REUTERS/Phil Noble

Campeão mundial pela França na última Copa, o camisa 18 do Lyon foi letal nos dois contra-ataques que puxou no primeiro tempo, dando assistência para Cornet e chutando cruzado para anotar o segundo gol dos visitantes.

Os piores: Delph e Fernandinho

A dupla teve influência direta na vitória do Lyon em Manchester. Escalado pelo City como lateral-esquerdo, o meia inglês furou de forma bisonha o cruzamento de Fekir e permitiu a Cornet bater colocado e abrir o placar. Já o volante brasileiro foi facilmente desarmado por Fekir no meio de campo no lance do segundo gol, pegando a defesa inglesa desguarnecida.

Cadê o Guardiola?

AP Photo/Dave Thompson

O Manchester City entrou desfalcado de seu treinador na estreia na Liga dos Campeões. Pep Guardiola cumpriu o primeiro dos dois jogos de suspensão que sofreu da Uefa por conduta inapropriada com a arbitragem nas quartas de final da edição passada do torneio, contra o Liverpool. O assistente técnico Mikel Arteta comandou a equipe à beira do campo, enquanto o chefe assistiu à partida das tribunas do Ettihad Stadium. Com certeza, ele não gostou do que viu.

Titular, Gabriel Jesus rendeu pouco e reclamou de pênalti

REUTERS/Darren Staples

Escalado como titular, o atacante brasileiro Gabriel Jesus teve atuação similar a todos da linha ofensiva do Manchester City: apática e pouco produtiva. No primeiro tempo, o camisa 33 reclamou de pênalti ao sofrer a marcação do compatriota Rafael, mas o árbitro Daniele Orsato mandou o lance seguir. Aos 8 minutos da etapa final, ele conseguiu receber uma bola na entrada da área, mas finalizou no meio do gol de Anthony Lopez, que defendeu com facilidade. Jesus foi sacado aos 12 do segundo tempo para a entrada de Aguero no comando de ataque.

Entrada de Sané melhorou o ataque do City, mas...

Substituto de Guardiola no banco, Mikel Arteta promoveu a entrada de Sané, aos 9 do segundo tempo, no lugar de Gundogan. Aberto pela esquerda, com Bernardo Silva realocado para o meio de campo, o alemão deu novo fôlego ao ataque do City, já que pelo outro lado do campo, com David Silva, as tentativas de ataque não rendiam nada positivo. Aos 21, Sané deixou dois marcadores para trás e cruzou rasteiro para Bernardo Silva diminuir.

Mas a reação parou por aí. Ainda que tenha dominado as ações e insistido no empate até o último lance, faltou efetividade ao Manchester City até o apito final.

Fim de sequência positiva como mandante

O resultado desta quarta-feira encerrou uma invencibilidade de oito partidas do Manchester City como mandante na fase de grupos da Liga dos Campeões. Foram sete vitórias e um empate no período.

FICHA TÉCNICA:
MANCHESTER CITY 1 X 2 LYON

Local: Ettihad Stadium, em Manchester (ING)
Data/Hora: 19 de setembro de 2018, às 16h (de Brasília)
Árbitro: Daniele Orsato (Itália)
Assistentes: Lorenzo  Manganelli e Fabiano Preti (ambos da Itália)
Cartões amarelos: Aguero (City); Fekir e Traoré (Lyon)
Gols: Cornet, aos 25 minutos do primeiro tempo; Fekir, aos 42 do primeiro tempo; Bernardo Silva, aos 21 do segundo tempo.

MANCHESTER CITY: Ederson; Walker, Stones, Laporte  e Delph; Fernandinho, Gundogan (Sané), David Silva, Sterling (Mahrez) e Bernardo Silva; Gabriel Jesus (Aguero). 
Técnico: Mikel Arteta.

LYON: Anthony Lopez; Rafael (Leo Dubois), Marcelo, Denayer  e Mendy; Cheikh, Ndombele, Cornet (Traoré)  e Aouar; Fekir (Tousart) e Depay.
Técnico: Bruno Genésio.

UOL Cursos Online

Todos os cursos