UOL Esporte Campeonato Mineiro
 
29/01/2010 - 13h49

Em meio à chegada de Cáceres, Werley tenta se entrosar no Atlético-MG

Gustavo Andrade
Em Belo Horizonte

Em meio à chegada do paraguaio Cáceres, anunciado como reforço do Atlético-MG na quinta-feira, o zagueiro Werley tenta se entrosar com o equatoriano Jairo Campos na defesa da equipe comandada por Vanderlei Luxemburgo. Para o jogador de 21, as broncas do treinador nos treinamentos são encaradas com normalidade.

“É normal. Ele cobra de todo mundo e está cobrando de mim uma performance ideal, do jeito que ele gosta que jogue ali atrás. Para mim, está tudo tranquilo, vou fazer aquilo que ele pede e ajudar os meus companheiros nas partidas”, afirmou.

Werley e Jairo Campos atuaram três vezes juntos (duas em jogos-treinos, uma em amistoso) antes da estreia pelo Campeonato Mineiro, no empate em 1 a 1 com o América-MG. O jovem zagueiro disse que ainda é cedo para chegar ao entrosamento ideal.

“Não é o ideal ainda, foi o primeiro jogo oficial, válido por campeonato, que jogamos juntos. Nos treinamentos e depois dos treinos, temos conversado para a gente buscar esse entrosamento o mais rápido possível, para que a gente chegue nos jogos e faça da maneira que o Vanderlei está nos pedindo”, observou.

Para Werley, o entrosamento não está longe do esperado. “Eu diria que a gente está em 70%.. Estamos treinando a pré-temporada toda, o único jogo oficial mesmo foi contra o América. Estamos conversando e tenho certeza que, no decorrer do campeonato, vamos estar mais entrosados”, salientou.

Werley encerrou a temporada de 2009 como titular na equipe comandada por Celso Roth ao lado do paraguaio Benítez, que perdeu espaço com a chegada de Vanderlei Luxemburgo.

Além do equatoriano Jairo Campos, o Atlético acertou a contratação de Cáceres, que defendia o Boca Juniors e teve passagem pelo clube mineiro em 2005. O retorno do paraguaio foi anunciado pelo presidente Alexandre Kalil, por meio de seu twitter, na noite de quinta-feira.

Cáceres é aguardado na próxima semana para realizar exames e assinar contrato de dois anos com o Atlético, que adquiriu 25% dos direitos econômicos do zagueiro. Outros 25% ficaram com um grupo de investidores, cujo nome não foi revelado, e a outra metade permaneceu com o Boca Juniors. Os valores do negócio não foram informados pelo clube mineiro.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host