UOL Esporte Campeonato Mineiro
 
29/01/2010 - 11h33

Mais confiante, Evandro quer sequência como titular do Atlético-MG

Gustavo Andrade
Em Belo Horizonte
  • Evandro está ciente de que terá de melhorar para ficar no time

    Evandro está ciente de que terá de melhorar para ficar no time

Depois de disputar posição com Ricardinho no time no ano passado, comandado por Celso Roth, o meia Evandro, com a chegada de Vanderlei Luxemburgo, iniciou a temporada 2010 como titular ao lado do experiente companheiro. “Estou sentindo bastante confiança. Pelo que vi, vou ter mais chances pela frente”, disse.

Evandro prepara-se para tentar manter a condição de titular ao longo da temporada. Seu reserva imediato é o jovem Renan Oliveira. “A gente tem de estar preparado, tudo pode acontecer, mas minha cabeça está mesmo de fazer parte desse meio, continuar com uma sequência, pegar ritmo para que possa melhorar a cada jogo”, observou.

No primeiro jogo oficial do Atlético em 2010, Evandro foi sacado no intervalo do empate com o América-MG, por 1 a 1, na abertura do Mineiro. O meia avalia que sua substituição por Fabiano foi uma boa escolha do técnico Vanderlei Luxemburgo, já que o volante Jonílson havia sido expulso aos 29min do primeiro tempo.

“Foi uma substituição inteligente, porque não sou um jogador de muita marcação. Como a gente estava com um a menos, ficava meio difícil. Foi uma boa substituição, tanto é que o Fabiano entrou muito bem e fez o gol. Mas não fiquei chateado, porque pensei no grupo. Realmente, foi uma substituição inteligente”, avaliou Evandro.

Apesar de ser meia, Evandro corre o risco de perder a condição de titular para a entrada de um atacante. Luxemburgo já assumiu a possibilidade de escalar três atacantes com a chegada de Obina, mantendo Diego Tardelli e Muriqui.

Evandro acredita que poderia ser mantido caso Luxemburgo opte pelo esquema 4-3-3. “É uma opção, o Vanderlei disse que iria treinar todas as opções. Essa, ele ainda não treinou com a gente, mas não pode ser descartada. Realmente, algum jogador vai ter de sair”, comentou.

“Espero que não seja eu, porque com três atacantes, vindo de trás e sabendo que tem um jogador centralizado e dois pela ponta, facilita para dar um lançamento. Há mais opções à frente para tocar a bola”, complementou.

No treinamento de quinta-feira, Vanderlei Luxemburgo manteve a formação 4-4-2. Além da entrada do uruguaio Carini, que já estava prevista, a única mudança em relação à equipe que iniciou o jogo contra o América foi a de Fabiano no lugar de Jonílson, suspenso.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host