UOL Esporte Campeonato Mineiro
 
Washington Alves/VIPCOMM

Adílson Batista poupou a maior parte dos titulares e Cruzeiro perdeu para o Ipatinga

30/01/2010 - 18h53

Com time reserva, Cruzeiro é derrotado com facilidade pelo Ipatinga

Do UOL Esporte
Em Belo Horizonte

ASSISTA AOS GOLS DA PARTIDA

Com um time quase inteiramente reserva, em função da decisão do técnico Adilson Batista de poupar titulares para o jogo da volta contra o Real Potosí, na próxima quarta-feira, pela fase preliminar da Libertadores, o Cruzeiro foi derrotado pelo Ipatinga, por 3 a 0, neste sábado, no Mineirão. Além atuar com uma equipe alternativa, repetindo estratégia adotada ano passado, o time celeste atuou desde os 23 minutos do primeiro tempo com um jogador a menos, após a expulsão do zagueiro Thiago Heleno.

A derrota para o Ipatinga, que ganhou com facilidade, interrompeu invencibilidade de 25 jogos do time de Adilson Batista, que não perdia desde março de 2008, quando o Rio Branco havia feito 1 a 0 também em um time considerado reserva do Cruzeiro. A equipe celeste volta a campo, na próxima quarta-feira, contra o Real Potosí, pela Libertadores, e no sábado que vem, pelo Estadual, recebe o Villa Nova, no Mineirão.

PRINCIPAIS LANCES

PRIMEIRO TEMPO
18min - Jajá recebe de Francismar, toca de primeira e a bola bate na trave
23min - GOOOLLL DO IPATINGA!!! Thiago Mathias converte pênalti
40min - GOOOLLL DO IPATINGA!!! Francismar recebe lançamento, dribla Rafael e toca para as redes
SEGUNDO TEMPO
4min - GOOOLLL DO IPATINGA!!!Luizinho recebe lançamento, avança e balança as redes
7min Francismar toca por cobertura, mas a bola bate no travessão

Depois de estrear no Estadual, com goleada por 6 a 0 sobre o Uberlândia, no último dia 20, o Cruzeiro teve suas atenções voltadas para outros assuntos. A participação na Libertadores, com direito ao empate em 1 a 1, nos 3.960 metros de altitude de Potosí, na quarta-feira passada, em uma viagem altamente desgastante, concentrou grande parte das energias do clube celeste.

Outro assunto que chamou a atenção no Cruzeiro foi a revelação da negociação, ainda está em andamento, do atacante Kléber com o Porto. O Gladiador já recebeu até mesmo a autorização da diretoria celeste para viajar a Portugal e realizar exames médicos. Entre os dois clubes está tudo certo, o mesmo acontecendo entre Cruzeiro e o atacante argentino Ernesto Farias, envolvido na transação, faltando apenas a definição de Kléber.

O Ipatinga, por sua vez, que estreou com derrota para o Tupi, por 1 a 0, era o mandante da partida, que foi disputada no Mineirão, por causa das reformas no gramado do Ipatingão. E o time do Vale do Aço veio com o técnico interino Gérson Evaristo, mas com o reforço de Gilson Kleina, novo treinador da equipe, que fez a preleção e acompanhou o jogo de uma cabine do estádio. “Meu papel foi de dar confiança e tranquilidade aos jogadores e ao Evaristo”, destacou.

A estratégia ipatinguense foi simples: jogou fechado, explorando os contra-ataques. E o Ipatinga levava perigo ao gol adversário, com Jajá mandando bola na trave. Um pênalti marcado pelo árbitro Ricardo Marques Ribeiro, e bastante contestado pelos cruzeirenses, aos 22 min do primeiro tempo, iniciou a vitória ipatinguense. Ele deu toque de mão do zagueiro Thiago Heleno, que foi expulso. Na cobrança, Thiago Mathias fez o gol.

Com um jogador a menos e demonstrando pouco entrosamento, o Cruzeiro pouco ameaçou o gol defendido por Douglas, a não ser em cobranças de faltas pelo jovem meia Bernardo, que, no entanto, errou o alvo duas vezes. No contra-ataque, o Ipatinga encaixou um contra-ataque e, aos 40min, Francismar ampliou o placar.

Para tentar reverter a situação, Adilson Batista fez uma mudança no Cruzeiro para a volta ao segundo tempo. Ele tirou o jovem volante Magalhães, que atuava improvisado como lateral-esquerdo, e colocou o atacante Thiago Ribeiro para “arriscar”, na definição do jogador titular.

Mas foi o Ipatinga que chegou ao gol no começo da etapa final. Luizinho foi lançado, em mais um contra-ataque,, avançou e na cara de Rafael, jovem goleiro, que fez sua estreia em partidas oficiais pelo time celeste, vez o terceiro, aos 4min. Logo depois, Francismar mandou uma bola no travessão cruzeirense.

A partida era amplamente dominado pelo Ipatinga, que deixava o Cruzeiro ter a posse de bola, mas saía rapidamente em contra-ataques, levando perigo constante ao gol defendido por Rafael. O time de Adilson Batista pecava também pela falta de pontaria, já que em 65 minutos de jogo, havia finalizado 10 vezes, sem exigir uma única defesa difícil de Douglas. A primeira vez que isso aconteceu foi aos 70 minutos, em chute de Jonathan.

Para o técnico Adilson Batista, o “bom senso” indicava a transferência de data dessa partida, o que não aconteceu. “A viagem que nós fizemos, o desgaste que tivemos, os jogadores não renderam o esperado, em função disso”, afirmou o treinador, que reclamou do pênalti marcado..“Não foi pênalti, a bola bateu na barriga”, salientou.


IPATINGA 3 X 0 CRUZEIRO

IPATINGA
Douglas; Márcio Alemão, Thiago Matias e Max; Luizinho, Jaílton, Max Carrasco (Leanderson), Francismar (Reina) e Marinho Donizete; Jajá (Danilo Dias) e Amilton
Técnico: Gerson Evaristo (auxiliar técnico)

CRUZEIRO
Rafael; Jonathan, Thiago Heleno, Cláudio Caçapa e Magalhães (Thiago Ribeiro); Fabinho, Elicarlos, Bernardo (Camilo) e Gilberto; Guerrón (Pedro Ken) e Eliandro
Técnico: Adilson Batista

Data: 30/1/2010 (sábado)
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Público: 6.990 pagantes
Renda: R$ 123.827,50
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa/MG)
Auxiliares: Celso Luiz da Silva e Marconi Helbert Vieira
Cartões amarelos: Eliandro (C), Max Carrasco (I), Luizinho (I), Pedro Ken (C), Thiago Ribeiro (C)
Cartão vermelho: Thiago Heleno (C)
Gols: Thiago Mathias, aos 23min, Francismar, aos 40min do primeiro tempo; Luizinho, aos 4min do segundo tempo
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host