UOL Esporte Campeonato Mineiro
 
09/04/2010 - 08h10

Leonardo Silva vive nova "fase de artilheiro" no Cruzeiro

Gustavo Andrade
Em Belo Horizonte
  • Leonardo Silva marcou nos dois últimos jogos e chegou a 11 gols

    Leonardo Silva marcou nos dois últimos jogos e chegou a 11 gols

Autor de dois gols nos dois últimos jogos, o zagueiro Leonardo Silva vive novamente uma fase de artilheiro. Desde que chegou ao Cruzeiro na temporada passada, ele já balançou as redes adversárias 11 vezes. Segundo o capitão cruzeirense, a participação ofensiva é uma característica que surgiu apenas na Toca da Raposa II.

“A gente treina bastante, mas não tinha essa característica de fazer gols. Aqui no Cruzeiro apareceu mais. Estou procurando, quando tenho a oportunidade, estar presente, confiante para marcar. Conforme a gente vai marcando em sequência, a gente adquire confiança maior e tem acontecido nos jogos. Acho que tenho que continuar treinando para, quando aparecer a oportunidade, estar pronto”, afirmou o zagueiro de 30 anos.

Dos 11 gols marcados por Leonardo Silva defendendo o Cruzeiro, três foram contra o Atlético-MG. Ele admite que balançar as redes do arquirrival é diferente dos demais gols. “Contra o Atlético foi bem mais emocionante. Foram três em quatro partidas e é uma felicidade grande. É um jogo que inspira mais, é um clássico, a gente procura estar mais concentrado. Apareceu a bolinha ali, eu procuro ajudar o Cruzeiro”, disse.

Leonardo Silva afirma que não planeja comemorações especiais para os seus gols. “Não penso muito. Passa muita coisa na cabeça e eu procuro agradecer primeiro pela oportunidade. Conforme aparece a oportunidade, a gente dedica à família, ao grupo, à torcida. Não tem uma ‘pré-comemoração’”, observou.

No Cruzeiro, o técnico Adilson Batista opta por utilizar jogadores em posições diferentes daquelas de origem dos atletas, mas, apesar do potencial ofensivo, Leonardo Silva não se vê atuando mais à frente. “Já joguei no começo da minha carreira como volante, mas é o máximo que me arrisco”, comentou. “Se um dia precisar, a gente vai lá para frente e tenta resolver, mas primeiro a gente deixa para quem sabe”, complementou.

O CRUZEIRO NO TWITTER


Desde que chegou ao Cruzeiro em janeiro de 2009, Leonardo Silva disputou 64 partidas. Em meados da última temporada, ele ganhou a braçadeira de capitão que era do goleiro Fábio, ídolo da torcida. Segundo o zagueiro, sua boa fase na equipe mineira é consequência do bom ambiente que encontrou.

“Há a confiança no trabalho, a sequência de jogos, o apoio de uma forma geral. Fui muito bem aceito no Cruzeiro, procurei fazer meu trabalho. Aqui não tem titular absoluto, é dentro de campo que se mostra quem pode jogar e procuro fazer isso respeitando a todos”, salientou.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host