Topo

Esporte


Diante de 60 mil torcedores, Atlético bate Ipatinga e conquista o Mineiro

PEDRO VILELA/AE
Diego Tardelli marcou o primeiro gol da vitória sobre o Ipatinga por 2 a 0 Imagem: PEDRO VILELA/AE

Do UOL Esporte

Em Belo Horizonte

02/05/2010 17h51

Diante de mais de 60 mil torcedores no Mineirão, o Atlético-MG conquistou neste domingo o 40º título mineiro. Em final inédita contra o Ipatinga, o time comandado por Vanderlei Luxemburgo encontrou dificuldade contra o adversário do interior, mas teve paciência para vencer por 2 a 0, com gols de Diego Tardelli e Marques no segundo tempo, e festejar com os torcedores.

PRINCIPAIS LANCES
PRIMEIRO TEMPO
11min - Tardelli recebe de Muriqui e ajeita para Fabiano, que chuta fraco para a defesa de Douglas
30min - Tardelli recebe na área e bate para gol. Douglas rebate. A bola toca em Luizinho e sai a escanteio
44min - Tardelli entra driblando na área e cai. O atacante reclama de pênalti, mas o árbitro manda seguir o jogo
SEGUNDO TEMPO
2min - Fabiano arranca e toca para Tardelli, que cruza para a área. Muriqui, com o gol vazio, pisa na bola e perde grande chance
23min - Contra-ataque do Ipatinga, Francismar chuta da entrada da área e Aranha defende
25min - GOOOLLL DO ATLÉTICO-MG!!! Correa lança Muruqui, que cruza na área. Tardelli chega de trás e toca no canto esquerdo
- GOOOLLL DO ATLÉTICO-MG!!! Marques tabela com Ricardinho e toca na saída de Douglas

Por ter vencido o primeiro jogo no Ipatingão por 3 a 2 e ter feito melhor campanha na fase classificatória, o Atlético podia perder por até um gol de diferença para ser campeão mineiro. Ao Ipatinga restava vencer por dois ou mais gols de diferença para chegar ao segundo título estadual de sua curta existência. O primeiro foi em 2005.

Foi o primeiro título do Atlético com o técnico Vanderlei Luxemburgo, que assumiu o comando da equipe em janeiro deste ano. Depois de terminar a primeira fase em terceiro lugar, o time alvinegro eliminou o América-MG nas quartas de final e o Democrata-GV nas semifinais. O Ipatinga passou pelo Tupi e despachou o Cruzeiro na semi.

Maior ganhador de títulos mineiros, o Atlético conquistou o segundo título da década. O primeiro foi em 2007, quer era a última conquista do clube da capital.

Depois de encontrar dificuldade em boa parte do jogo, o Atlético chegou ao alívio aos 25min do segundo tempo quando Tardelli abriu o placar. Com boa vantagem, Luxemburgo atendeu ao pedido da torcida e colocou Marques em campo. O ídolo atleticano marcou o segundo aos 43min e selou a vitória e confirmou o título estadual.

Com o título mineiro assegurado, o Atlético se volta agora para outra decisão. Na quarta-feira, o time alvinegro enfrenta o Santos, na Vila Belmiro, em jogo que vale classificação às semifinais da Copa do Brasil. Por ter vencido o primeiro jogo por 3 a 2, a equipe de Luxemburgo joga pelo empate para avançar.

O jogo

O Atlético criou as melhores oportunidades no primeiro tempo e ainda reclamou de um pênalti em cima de Tardelli. Porém, assim que a bola rolou no Mineirão, o Ipatinga foi para cima dos donos da casa, sem se importar com a torcida adversário, para tentar surpreender logo no início.

O time da capital conseguiu conter o ímpeto do Ipatinga e quase abriu o placar aos 11min. Depois de Tardelli receber de Muriqui e escorar para trás, Fabiano chutou fraco em cima de Douglas e desperdiçou grande oportunidade.

Porém, o Atlético reduziu o ritmo na partida e deu mais espaço ao Ipatinga. Luxemburgo cobrou muito da equipe, que voltou a crescer na reta final do primeiro tempo. Aos 30min, Tardelli entrou na área e chutou rasteiro. Douglas rebateu, a bola tocou em Luzinho e saiu a escanteio.

No final da primeira etapa, um lance polêmico irritou os atleticanos. Tardelli entrou na área e caiu, depois de entrada de Marinho Donizete. O árbitro Paulo César Oliveira mandou o jogo seguir. O atacante atleticano reclamou bastante. “Ele (o árbitro) já está acostumado a fazer isso”, observou Tardelli, em entrevista a Rádio Itatiaia.

No início do segundo tempo, o Atlético teve excelente oportunidade para abrir o placar. Depois de arrancada de Fabiano, Tardelli cruzou na área e Muriqui, com o gol vazio, errou na hora de finalizar.

BLOG DO JUCA KFOURI

"Mais uma vez Diego Tardelli, em jogada deste belo Muriqui, e um gol de Marques, o velho ídolo."

O Ipatinga respondeu aos 8min. Em contra-ataque rápido, o time do Vale do Aço chegou bem à frente, mas Francismar precipitou-se e chutou da entrada da área. Aranha defendeu sem dificuldade.

O jogo ficou equilibrado. Precisando de dois gols para ser campeão, o Ipatinga passou a arriscar mais e a assustar os donos da casa. Porém, num contra-ataque rápido, que começou com uma roubada de bola do equatoriano Jairo Campo na defesa, o Atlético abriu o placar aos 25min.

Correa lançou Muriqui, que disparou pela esquerda e cruzou para o meio da área. Tardelli veio de trás e deu um toque no canto esquerdo de Douglas, que nada pôde fazer.

Aos 43min, Marques tabelou com Ricardinho e tocou na saída de Douglas para selar a vitória atleticana para a festa dos torcedores.

ATLÉTICO-MG 2 X 0 IPATINGA

ATLÉTICO-MG
Aranha; Carlos Alberto, Jairo Campo, Werley e Leandro (Júnior); Zé Luís, Correa (Cáceres), Fabiano e Ricardinho; Diego Tardelli e Muriqui (Marques)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

IPATINGA
Douglas; Luizinho (Joabe), Sílvio, Max e Marinho Donizete; Max Carrasco, Leanderson, Afonso e Reina (Patrick); Francismar (Muller) e Danilo Dias
Técnico: Gilson Kleina

Data: 2/5/2010 – domingo
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Paulo César Oliveira (Fifa/SP)
Auxiliares: Alessandro Matos (Fifa/BA) e Marcelo Grasse (SP)
Público: 60.704 pagantes
Renda: R$ 1.209.820
Cartões amarelos: Silvio, Reina, Marinho Donizete (Ipatinga); Werley (Atlético)
Gols: Diego Tardelli, aos 25min, Marques, aos 43min do segundo tempo

Mais Esporte