Burocracia argentina adia estreia de maior contratação do Cruzeiro em 2016

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Meia assinou contrato no dia 11 de janeiro, mas ainda não foi regularizado no BID

    Meia assinou contrato no dia 11 de janeiro, mas ainda não foi regularizado no BID

Dos sete jogadores anunciados pelo Cruzeiro até o momento, o argentino Matías Pisano é o que chega com maior prestígio. Destaque do Independiente na temporada passada, o meia teve 50% do seu passe negociado por cerca de US$ 1 milhão (cerca de R$ 4 milhões), além de ter uma dívida de US$ 700 mil (R$ 2,8 milhões) perdoada pela diretoria celeste. Contudo, o jogador de 24 anos só pode vestir a camisa da nova equipe nos treinos, já que ainda depende de alguns documentos para ser regularizado.

Desde que se apresentou ao Cruzeiro, Pisano já chegou até a ser liberado dos treinamentos na Toca da Raposa para resolver questões envolvendo seu contrato na Argentina. Além da estreia na Primeira Liga, o jogador também ficou de fora da partida contra a URT, abrindo o Campeonato Mineiro, e ainda corre contra o tempo para conseguir ser regularizado antes da partida desta quarta, contra o Tombense, em Muriaé.

"Estamos trabalhando para que ele seja regularizado o mais rápido possível. Existem algumas coisas burocráticas na Argentina, mas não é nada demais. Em breve, ele deverá estar liberado", comenta o vice-presidente de futebol, Bruno Vicintin.

Precisando enxugar a folha salarial e economizar nas despesas, o Cruzeiro só tirou o dinheiro dos cofres para contratar Pisano. Os outros reforços anunciados para esta temporada até agora (Douglas Coutinho, Rafael Silva, Bruno Nazário, Sánchez Miño, Marciel e Federico Gino) vieram por empréstimo ou sem vínculos com outras equipes. Alguns ainda passam por um problema parecido com o de Pisano e ainda não estão totalmente à disposição do técnico Deivid.

"Faltam o Bruno Nazário e o Marciel para entrarem no BID. Para o jogo contra o Tombense tem chance do Pisano entrar, mas depende mais dessas questões de burocracia. O Bruno pode ser que seja regularizado e o Marciel eu já acho difícil", completou Vicintin.

Em 2015, Pisano destacou-se mais pelas assistências aos companheiros do que pelos gols. Meio-campista, o jogador ofereceu nove passes para gol e balançou as redes por duas vezes. Ágil, o argentino tem como pontos positivos principais a qualidade do passe e a facilidade nas jogadas de um contra um. Em contrapartida, os 1,66 m de altura limitam a força física do atleta.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos