Atacante espera voltar a fazer gols no Mineirão. Agora pelo Cruzeiro

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Rafael Silva fez o gol da vitória do Cruzeiro sobre o Tombense

    Rafael Silva fez o gol da vitória do Cruzeiro sobre o Tombense

Com Willian machucado, Rafael Silva foi o escolhido por Deivid para ser o centroavante do Cruzeiro contra o Tombense. E ele correspondeu. Marcou no final da partida o gol da primeira vitória celeste no Campeonato Mineiro. Já são dois gols em duas partidas pelo novo clube. O primeiro foi no amistoso contra o Rio Branco, do Espírito Santo.

Caso Willian continue fora da equipe diante do Tupi, neste domingo, Rafael Silva pode ter sua primeira chance no Mineirão como jogador do Cruzeiro. Estádio de boas recordações para o jogador. No ano passado, pelo Campeonato Brasileiro, o atacante marcou os dois gols do Vasco no empate em 2 a 2 com a equipe mineira.

Mais um desafio para Rafael Silva. Manter as boas médias. Tanto no estádio, quanto com a camisa do Cruzeiro. Por enquanto ele marcou nas duas vezes em que teve oportunidade de jogar. "Espero manter essa média. Dois jogos, dois gols. Quero continuar marcando, mas o mais importante é o time continuar vencendo", comentou o jogador que não atuou nos empates com Criciúma, pela Primeira Liga, e URT, pelo Campeonato Mineiro.

No entanto, a missão de Rafael Silva não é nada fácil. Substituir o principal nome do ataque cruzeirense. E não é apenas entrar no lugar de Willian, mas é também fazer uma função bem diferente do que fez ao longo da carreira. Rafael Silva sempre jogou mais pelos lados do campo do que centralizado, como aconteceu diante do Tombense.

"Quando cheguei aqui, disse que me sentia mais à vontade jogando pelas beiradas. Gosto de receber a bola de frente e partir para cima dos adversários. Mas também jogo como falso camisa 9. Fiz isso no Ituano e no Vasco. Para poder ser titular, é preciso estar preparado para ajudar em todas as posições".

Ser titular contra o Tupi, fazer mais gols pelo Cruzeiro e aumentar a confiança do técnico Deivid em seu trabalho. Rafael Silva exalta os companheiros de Cruzeiro, mas quer se sobressair na disputa por posições no ataque. Para se manter no time quando Willian retornar, Rafael sabe que é preciso jogar bem e, de preferência, com gols.

"Quando aceitei a proposta do Cruzeiro eu já sabia dessa concorrência, pois não é qualquer jogador que vem para um clube como o Cruzeiro. Sabia da concorrência e dos jogadores de qualidade que aqui estão. Mas é uma concorrência boa e só o Cruzeiro tem a ganhar", completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos