Topo

Futebol


Cruzeiro vence a terceira no Mineiro, mas continua devendo bom futebol

Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
Willian disputa a bola com defensores do Tricordiano, em partida disputada em Sete Lagoas Imagem: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Do UOL, em Belo Horizonte

2016-02-20T21:20:38

20/02/2016 21h20

Três vitórias em quatro rodadas e liderança do Campeonato Mineiro. Pode parecer bom, mas o Cruzeiro ainda está devendo em 2016. O triunfo por 1 a 0 sobe o Tricordiano, gol de Arrascaeta, foi com mais uma atuação abaixo do que o time celeste pode apresentar. O goleiro Fábio e o zagueiro Dedé, já nos acréscimos, garantiram o resultado.

São 10 pontos em 12 possíveis, mas numa competição em que dificilmente o Cruzeiro vai ficar fora dos semifinalistas, a grande preocupação neste momento é com o futebol ruim e até burocrático que a equipe tem apresentado. Contra o Tricordiano não foi diferente. Se até fazer o gol o Cruzeiro fazia um jogo seguro, os minutos finais foram de tensão.

Agora, Deivid vai ter mais de uma semana para ajustar o time. O próximo compromisso é o clássico com o América-MG, um adversário de Série do Campeonato Brasileiro. Ótima oportunidade para a equipe fazer o grande jogo neste comento de 2016.

FICHA TÉCNICA
TRICORDIANO 0 X 1 CRUZEIRO

Data: 20/02/2016 (sábado)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Motivo: 4ª rodada do Campeonato Mineiro
Local: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)
Árbitro: Marco Aurélio Augusto Fazekas Ferreira (MG)
Assistentes: Magno Arantes Lira e Marciano Pires de Lima (MG)
Cartões amarelos: Leandro Love, Diogo Capela e João Paulo (TRI) Sánchez Miño e Arrascaeta (CRU)
Gols: Arrascaeta aos 12 min do segundo tempo

TRICORDIANO
Marcão; Marquinhos (Marcinho, aos 18 do 2º), Bruno Costa, Preto Costa e Gérson; João Paulo (Juninho, aos 25 do 2º), Rodrigo Paulista, Bruno Moreno e Diego Palhinha (Júnior Lemos, no intervalo); Diogo Capela e Leandro Love.
Treinador: Josué Teixeira.

CRUZEIRO
Fábio; Fabiano, Dedé, Bruno Rodrigo e Fabrício; Henrique, Lucas Romero, Sánchez Miño (Ariel Cabral, aos 32 do 2º) e Arrascaeta; Alisson (Rafael Silva, aos 24 do 2º) e Willian (Élber, aos 33 do 2º).
Treinador: Deivid.

Mais Futebol