Como passagem pelo Sport fez meia voltar como um dos destaques do Cruzeiro

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Elber celebra gol pelo Cruzeiro diante do Tupi, pela terceira rodada do Mineiro

    Elber celebra gol pelo Cruzeiro diante do Tupi, pela terceira rodada do Mineiro

Estrear aos 19 anos em um grande clube do Brasil e corresponder às expectativas. Esta é uma realidade muito distante da maioria dos jogadores que inicia carreira no país. Élber sabe bem disso. Ele teve a sua primeira oportunidade no Cruzeiro com esta idade. E só passa a se destacar cinco anos mais tarde. Neste período, ele atuou também por Coritiba e Sport, respectivamente. E o segundo empréstimo foi fundamental para o seu crescimento profissional.

"Foi um ano muito bom para mim no Sport, no âmbito pessoal e no âmbito profissional. Foi a época que descobri o nascimento do meu filho que vai nascer. Fui fazer grandes partidas e nos saímos muito bem nos campeonatos. Entramos para a história do clube. Foi muito bom, importante, fiz vários gols, 12 no ano, e oito assistências", afirmou ao UOL Esporte.

O contato com atletas experientes, como Magrão, Durval, Diego Souza e André fizeram com que o meia-atacante evoluísse. Ele não esconde a importância dos veteranos em sua carreira e destaca o seu amadurecimento:

"Amadureci bastante com os jogadores que lá estavam. Jogadores experientes, deu para aprender um pouquinho com eles. Os exemplos são o Magrão e o Diego Souza", comentou o jogador, de 23 anos, que ainda completou:

"Eu comecei muito jovem no Cruzeiro, com 19 anos. Um pouco inexperiente ainda. O que mudou foi a experiência de viver com outras pessoas, outros costumes, outro clima, outra cidade, outros amigos. Amadureci bastante. Aprendi a lidar com a cobrança de torcida, diretoria e comissão técnica. Hoje sou um Élber mais maduro, eu acho que esse ano tem tudo para ser excelente e feliz para mim e para o clube".

Na Ilha do Retiro, ele teve 54 oportunidades de atuar, marcou 12 gols e distribuiu oito assistências. Os bons números no Sport representam o objetivo do atleta na volta ao clube de Belo Horizonte, onde ele já fez um gol e deu passe para outro em quatro partidas.

"Espero fazer ainda mais no Cruzeiro, com mais gols, assistências e conquistas. Espero que seja perfeito. Espero que, com minha volta, possa conquistar meus objetivos pessoais, conquistas pelo clube. Vai ser um ano complicado, vários campeonatos, mas quero estar preparado. Espero que seja um ano abençoado e de conquistas para o clube", concluiu.

Na última quarta-feira, Élber ainda ganhou outra boa notícia. O vínculo com o Cruzeiro, inicialmente válido até o final deste ano, já foi prorrogado e o atacante passa a ter um contrato até dezembro de 2018.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos