Cruzeiro tira exemplo do rival para minimizar críticas e vencer no clássico

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Para Deivid, alcançar o resultado positivo será o mais importante neste momento

    Para Deivid, alcançar o resultado positivo será o mais importante neste momento

Ainda sob olhares de desconfiança, o Cruzeiro entra em campo neste domingo (28) para jogar o clássico contra o América-MG, no Mineirão. Sem perder há 14 anos para o rival dentro do estádio, o confronto toma ares de prova de fogo para o time celeste, já que o adversário do Mineiro será também um oponente na primeira divisão do Brasileiro. Por isso, o técnico Deivid não mudará o time que venceu o último jogo do estadual. Satisfeito com a escalação, esta será a primeira vez que o treinador irá abandonar as experiências e repetir o time para tentar triunfar novamente.

Apesar de não ter visto seus jogadores mostrarem o melhor futebol até aqui, Deivid ressalta a importância da vitória mesmo sem jogar bem. Foi desempenhando um futebol abaixo do esperado, mas cumprindo o seu dever que o time conquistou dez dos 12 pontos disputados até agora. E para minimizar os questionamentos, vale até voltar alguns dias no tempo e tomar como exemplo o outro rival, Atlético, que apresentou uma queda em seu último jogo pela Libertadores, mas saiu de campo com a vitória garantida, embora sofrida.

"Nós evoluímos muito, até nos jogos. Claro que os gols ainda não estão saindo e nós queremos ganhar de placar elástico. Mas nem sempre vai dar. O mais importante é conquistar os três pontos. O (Diego, técnico do Atlético) Aguirre ganhou de 5 a 1 do Boa e foi elogiado. Três dias depois, ganhou de 1 a 0 (do Independiente Del Valle) e foi chamado de burro. Mas ganhou. O importante é ganhar", acrescentou Deivid.

Parte da filosofia do treinador em seu primeiro desafio no futebol profissional consta em valorizar a posse de bola e a troca de passes em campo, abandonando os chutões e ligações diretas. Além de priorizar a posse de bola, o treinador elogiou o poder criativo do time, que cresceu desde a última partida, e espera colher mais frutos no clássico.

"Evoluímos muito bem no jogo do Tricordiano, que ficou marcado por fazermos um gol só. Mas tivemos sete ou oito oportunidades. Criando e ganhando o jogo é o que importa. Agora se não criar e perder, aí sim me assustaria", acrescentou.

O duelo contra o América-MG vale a liderança para as duas equipes. Com o tropeço do Atlético-MG contra o URT no último sábado, qualquer vitória dá a ponta da tabela para os rivais que entram em campo neste domingo, sendo que o Cruzeiro pode passar o Galo até com um empate, dependendo do resultado do Uberlândia.

CRUZEIRO x AMÉRICA-MG

Motivo: 5ª rodada, Campeonato Mineiro 2016
Data/Hora: 28/02/2016, às 17h
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Marcus de Vinícius Gomes

CRUZEIRO: Fábio; Fabiano, Dedé, Bruno Rodrigo e Fabrício; Henrique, Lucas Romero e Sánchez Miño; De Arrascaeta; Willian e Alisson. Técnico: Deivid.

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Jonas, Sueliton, Alison e Danilo; Leandro Guerreiro e Pablo; Osman, Rafael Bastos e Tony; Bruno Sávio. Técnico: Givanildo Oliveira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos