Pressionado, Deivid fecha o treino por mais de uma hora e jogadores aprovam

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Imprensa teve acesso ao CT apenas na parte final do treinamento na Toca da Raposa

    Imprensa teve acesso ao CT apenas na parte final do treinamento na Toca da Raposa

O treino desta manhã de quinta-feira foi um pouco diferente na Toca da Raposa. Pressionado por causa do desempenho do Cruzeiro neste início de temporada, o técnico Deivid resolveu fechar os portões do CT por mais de uma hora. Quando os profissionais da imprensa tiveram acesso, os atletas já haviam terminado o treinamento técnico, possivelmente com o primeiro coletivo da semana. Mas a opção do treinador contou com a aprovação do grupo, que viu a estratégia como chance para aprimorar jogadas ensaiadas para surpreender a Caldense neste final de semana.

"Isso é opção do treinador e da comissão técnica quando se quer treinar algo muito particular. A equipe aceita da melhor forma possível. Achou-se necessário fazer isso dentro do treino, tem a acrescentar muito para o jogo de domingo", comentou o capitão Fábio.

Segundo informações da assessoria de comunicação, o lateral Fabiano e o zagueiro Bruno Rodrigo foram poupados por causa de dores lombares e desgaste muscular, respectivamente.

O Cruzeiro já alcançou onze pontos dos 15 já disputados no Campeonato Mineiro. Apesar dos 73% de aproveitamento e da invencibilidade, o time ainda gera desconfianças na cabeça do torcedor, principalmente pelas dificuldades que tem tido quando pega times fechados. Além disso, a média de apenas um gol por jogo é a pior em quase 20 anos, e não agrada. Esses podem ter sido apenas alguns dos motivos que levaram Deivid a fechar os portões da Toca pela primeira vez desde que chegou ao clube.

"Claro que para vocês (da imprensa) é ruim não ter esse registro, mas para nós é importante registrar algo diferente. Vocês passam informação para os torcedores, para todos, até para que os adversários acompanhem. Claro que não é sempre que acontece isso, mas às vezes é necessário para que a gente trabalhe algo inovador, melhorar algo que está faltando. Às vezes é necessário", disse o volante Henrique.

O adversário do Cruzeiro neste domingo será a atual vice-campeã Caldense, equipe de Poços de Caldas que contabiliza apenas seis pontos, mas que pode ameaçar de vez o futuro de Deivid se conseguir um resultado positivo dentro de seus domínios.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos