América-MG pode se tornar a maior vítima do Atlético-MG no próprio estádio

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    O último clássico entre Atlético-MG e América-MG terminou empatado em 1 a 1, pela Primeira Liga

    O último clássico entre Atlético-MG e América-MG terminou empatado em 1 a 1, pela Primeira Liga

O América-MG é o proprietário do Independência. A identidade visual do estádio – cadeiras verdes, escudos em várias partes e o nome do clube em dois lugares – só confirma quem é o dono do local. Porém, desde a reconstrução do Horto e sua reinauguração em maio de 2012, nenhum outro time é tão identificado com o estádio como é o Atlético-MG. Prova disso é o rendimento da equipe alvinegra no Independência.

E o clássico desta tarde, às 16h, pode tornar o América a maior vítima atleticana no próprio estádio. Considerando apenas os jogos desde a reabertura do Horto, a equipe mais batida pelo Atlético no local foi o rival Cruzeiro. O time alvinegro venceu o principal clássico de Minas Gerais em cinco oportunidades no novo Independência. Contra o América já são quatro vitórias do Atlético. Um triunfo atleticano neste domingo joga o América como a maior vítima, ao lado do cruzeiro.

Para não falar que as estatísticas são todas contra o dono do estádio e mandante no clássico deste domingo, o América já soma três jogos de invencibilidade diante do rival alvinegro. Foram dois empates e uma vitória nas últimas três vezes que enfrentou o Atlético, todas no Independência. Em duas dessas partidas o Atlético atuou com uma equipe reserva.

O que vai se repetir no confronto da 7ª rodada do Campeonato Mineiro. Com 13 pontos e a classificação à semifinal encaminhada, o foco do Atlético nos próximos dias é jogo com o Colo-Colo, pela Libertadores. Por isso, Diego Aguirre vai escalar um time alternativo, assim como fez no último encontro, válido pela Primeira Liga e que terminou empatado em 1 a 1.

A novidade na escalação do Atlético fica por conta de Clayton. O atacante está regularizado e vai ser titular. "Estava há um mês sem jogar. Vou dar meu melhor domingo dentro de campo para ajudar o Galo a sair com a vitória", comentou o jogador em entrevista à TV Galo.

Já o América entra em campo pressionado. Eliminado na Primeira Liga e derrotado pelo Tricordiano na rodada anterior, o time comandado por Givanildo Oliveira está fora do G4. Um novo tropeço pode complicar ainda mais a disputa por uma vaga na semifinal do Mineiro. Apesar do acesso à Série do Brasileiro na temporada passada, em 2015 o América também não figurou entre os quatro primeiros do Estadual. Para não repetir o fiasco a diretoria americana cobrou dos jogadores uma postura diferente no clássico.

"Bate-papo pelo telefone com o capitão Leandro Guerreiro. Não estou gostando da falta de garra do nosso time. É hora de não errar mais", postou no Twitter o presidente do América, Alencar da Silveira Júnior, na última segunda-feira.

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA-MG X ATLÉTICO-MG

Data: 13 de março de 2016, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Motivo: 7ª rodada do Campeonato Mineiro
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Rônei Cândido Alves (MG)
Assistentes: Ricardo Júnio de Souza e Magno Arantes Lira (MG)

AMÉRICA-MG: João Ricardo, Pablo, Artur e Adalberto e Bryan; Leandro Guerreiro, Ernandes, Tony e Rafael Bastos; Tiago Luís e Victor Rangel.
Técnico: Givanildo Oliveira.

ATLÉTICO-MG: Giovanni, Carlos César, Tiago, Gabriel e Patric; Júnior Urso, Eduardo, Cazares e Hyuri; Thiago Ribeiro e Clayton.
Técnico: Diego Aguirre.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos