Clayton estreia com gol, mas Atlético-MG apenas empata com o América-MG

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

Somente até terça-feira o Atlético-MG vai ser o líder do Campeonato Mineiro. O empate em 1 a 1 com o América-MG, no clássico pela 7ª rodada, colocou o time alvinegro no topo da tabela, mas com data marcada para sair. Como Cruzeiro e Uberlândia se enfrentam, no Mineirão, qualquer que seja o resultado o Atlético deixará de ser o líder.

Se o resultado do clássico não foi suficiente para garantir a ponta da classificação, serviu mais uma vez para o técnico Diego Aguirre observar jogadores. Destaque para estreia de Clayton. O atacante demorou quase duas semanas para jogar pela primeira vez, mas valeu a pena a espera. Apesar de partida discreta, Clayton marcou o gol atleticano.

Já o América pode avaliar o clássico de duas formas. Positivo quando o assunto é tabu. Já são quatro clássicos se ser derrotado pelo Atlético. E negativo se olhar para a classificação do Mineiro. Com 11 pontos, a equipe americana segue fora do G4.

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA-MG 1 X 1 ATLÉTICO-MG

Data: 13/03/2016 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Motivo: 7ª rodada do Campeonato Mineiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Público: 6.305 pagantes
Renda: R$ 118.470,00
Árbitro: Rônei Cândido Alves (MG)
Assistentes: Ricardo Júnio de Souza e Magno Arantes Lira (MG)
Cartões amarelos: Ernandes, João Ricardo, Artur, Leandro Guerreiro e Adalberto (AFC) Cazares, Hyuri, Carlos César e Eduardo (CAM)
Gols: Victor Rangel aos 33 min do primeiro tempo; Clayton aos 14 min do segundo tempo

AMÉRICA-MG
João Ricardo, Pablo, Artur, Adalberto e Bryan; Leandro Guerreiro (Claudinei, aos 37 do 2º), Ernandes, Tony e Rafael Bastos (Danilo Barcelos, aos 42 do 2º); Tiago Luís e Victor Rangel (Bruno Sávio, aos 26 do 2º).
Treinador: Cláudio Prates.

ATLÉTICO-MG
Giovanni, Carlos César, Tiago, Gabriel e Patric; Júnior Urso (Leandro Donizete, aos 22 do 2º), Eduardo (Lucas Cândido, aos 34 do 2º), Cazares e Hyuri; Thiago Ribeiro (Pablo, aos 15 do 2º) e Clayton.
Treinador: Diego Aguirre

Fases do Jogo

  • 1º TempoCerca dez dias depois de se enfrentarem, pela Primeira Liga, América e Atlético, de novo com os reservas, estão frente a frente mais uma vez. A equipe americana parece ter tirado mais lições do jogo anterior, pelo menos foi o que pareceu na primeira etapa. Mandante no clássico, o América teve as melhores chances, com uma bola chutada por Bryan que bateu na trave, depois de desvio na defesa. Com um atacante rápido e de muita movimentação, o Atlético até conseguiu chegar algumas vezes. A melhor aos 25 minutos, com passe de Clayton para Patric, que parou em João Ricardo. A partir de então só deu América, que quase marcou aos 27, com Tiago Luís, que chutou para boa defesa de Giovanni. Porém, aos 33, o goleiro do Atlético não conseguiu evitar o belo gol de Victor Rangel. E olha que o América quase fez o segundo, aos 42, em cobrança de falta de Tiago Luís, que passou muito perto do gol.
  • 2º TempoSe o primeiro tempo foi com o América melhor, no segundo o Atlético cresceu de produção. Aos 3 minutos uma ótima trama no ataque, com a participação de cinco jogos e conclusão para fora de Hyuri. Aos 9 e aos 11 o América chegou com perigo, nas tentativas de Victor Rangel e Tiago Luís, mas não o suficiente para aumentar a vantagem, que acabou quatro minutos depois. Patric invadiu a área e dividiu a bola com o goleiro João Ricardo. O árbitro Rônei Cândid deu pênalti. O estreante Clayton bateu e o goleiro americano defendeu, mas o próprio atacante aproveitou o rebote para empatar. As duas equipes ainda tiveram ótimas oportunidades, mas a boa partida de João Ricardo e a sorte de Giovanni, após bola chutada na trave por Bruno Sávio, mantiveram o resultado de igualdade.

Destaques

  • Desfalque no bancoO técnico Givanildo Oliveira foi o grande desfalque do América no clássico com o Atlético. Durante a semana o treinador passou por uma cirurgia para corrigir um pequeno problema no olho esquerdo. Por orientação médica o comandante do América teve de ficar de repouso, em casa. Sobrou para o auxiliar Cláudio Prates ficar no banco de reservas.
  • De memes a capitãoNenhum jogador do Atlético é alvo de tantas brincadeiras na internet como é o lateral direito Patric. Praticamente sempre presente na equipe titular, em muitas oportunidades improvisado, o jogador é uma espécie de mito da zoeira para os atleticanos. E as brincadeiras vão aumentar depois do clássico com o América, já que Patric foi o capitão do time alvinegro.
  • E a concentração?Muitos jogadores dizem que não escutam as provocações de torcedores rivais. Não é o caso do volante Leandro Guerreiro. Atualmente no América, o jogador defendeu o Cruzeiro por três temporadas e foi alvo da torcida do Atlético. O camisa 8 do América respondeu com gestos, como se não estivesse escutando.

Melhores

  • João Ricardo, América-MGBastante exigido no segundo tempo, o goleiro do América foi muito bem. Até no lance que sofreu o gol, João Ricardo conseguiu defender o pênalti cobrando por Clayton, mas levou azar no rebote.

Piores

  • Thiago Ribeiro, Atlético-MGVice artilheiro do Atlético no último Brasileirão, o atacante não vive um boa fase. Sequer é relacionado para os jogos principais jogos da temporada e vai muito mal quando tem chance de jogar. Pelo segundo clássico consecutivo com o América que Thiago Ribeiro é substituído. Dessa vez, logo após o gol de empate, sob muitas vaias.

Próximo Jogo - América-MG

  1. América-MG AMG
    Criciúma CRI

Próximo Jogo - Atlético-MG

  1. Ponte Preta PON
    Atlético-MG CAM

UOL Cursos Online

Todos os cursos