Suspensão de argentino pode dar nova chance a jovem promessa no Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Marciel só foi titular quando os principais jogadores estavam poupados na Primeira Liga

    Marciel só foi titular quando os principais jogadores estavam poupados na Primeira Liga

Quando foi negociado com o Cruzeiro na troca pelo também volante Willians, a saída do jovem Marciel não foi vista com bons olhos pelos torcedores do Corinthians. Em contrapartida, a revelação da equipe paulista de 21 anos foi muito bem recebida no time mineiro e gerou uma boa expectativa nos torcedores. Em dois meses na Toca, Marciel tem feito bons treinos, mas esbarra na forte concorrência no setor para ter feito menos de dois jogos inteiros até o momento. Mas a chance pode sair já no próximo final de semana, contra o Villa Nova, já que um dos titulares no meio-campo não estará à disposição de Deivid.

Em seu 29º jogo com a camisa do Cruzeiro, Ariel Cabral não só deixou o campo contra o Uberlândia como um dos melhores, mas também balançou as redes pela primeira vez. O lado negativo da partida para o argentino foi o terceiro cartão amarelo, suspendendo-o da próxima partida. E é aí que Marciel pode ganhar sua chance.

Na única partida que começou jogando de titular no Cruzeiro, Marciel deu outra dinâmica ao meio-campo e ganhou elogios na vitória contra o Atlético-PR. "Fiquei feliz pela estreia, pude jogar meu futebol e fazer primeiro jogo com a camisa do Cruzeiro. Espero ter mais oportunidades", comentou.

Naquela ocasião, o jogador já tinha seu nome pedido para ser titular, mas em conversa informal com a imprensa, Deivid não achou o momento adequado, já que todo o time titular estava poupado. Desta vez, Bruno Ramires e Federico Gino aparecem como postulantes à vaga de Cabral, mas a substituição por Marciel nos últimos dez minutos contra o Uberlândia já soou como indício da futura escalação.

No Cruzeiro desde o segundo semestre de 2015, Ariel Cabral caiu nas graças da torcida na reta final do último Brasileirão. Atuando como terceiro homem no meio-campo, o argentino foi um dos pilares na mudança positiva do rendimento celeste. No entanto, foi testado por Deivid em outras posições e ainda coleciona desempenhos instáveis neste ano. Já Marciel foi envolvido na troca por Willians, que foi para o Corinthians. No final do ano, o Cruzeiro tem prioridade para ficar com jogador, mas para isso terá que pagar um valor já fixado, que gira em torno de cinco milhões de dólares.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos