Cruzeiro reage no segundo tempo e vira partida contra o Villa no Mineirão

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Juliana Flister/Light Press/Cruzeiro

    Rafael Silva marcou o segundo gol do Cruzeiro no jogo

    Rafael Silva marcou o segundo gol do Cruzeiro no jogo

Depois de vencer e convencer no meio de semana, o Cruzeiro recebeu o Villa Nova pela 8ª rodada do estadual. Enquanto o clube celeste buscava defender a liderança do campeonato e quem sabe até ampliar sua vantagem na ponta, o time de Nova Lima almejava quebrar um tabu sem vitórias no Mineirão que já durava mais de 17 anos e continuar firme na luta por um lugar no G-4. Em campo, as equipes fizeram um primeiro tempo fraco e sem emoção, mas balançaram as redes por cinco vezes na etapa final, que terminou com uma vitória de virada, já no apagar das luzes, do Cruzeiro por 3 a 2.

Os gols da partida foram marcados por Manoel, Rafael Silva e Bruno Rodrigo, pelo lado do Cruzeiro, Fábio Júnior e Mancini, pelo Villa. Com o resultado, o Cruzeiro garante a liderança e a classificação, agora com 20 pontos, enquanto o Villa Nova permanece com 13.

CRUZEIRO x VILLA NOVA

Motivo: 8ª rodada, Campeonato Mineiro 2016
Data/Hora: 20/03/2016, às 16h
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Wanderson Alves de Souza
Assistentes: Marconi Helbert Vieira e Leandro Salvador da Silva

GOLS: Fábio Júnior, 1'2ºT (0-1); Manoel, 23'2ºT (1-1); Mancini, 27'2ºT (1-2); Rafael Silva, 29'2ºT (2-2); Bruno Rodrigo, 45'2ºT (3-2)
Cartões amarelos: Rafael Silva, De Arrascaeta, Élber, Marciel (CRU); Tiago Baiano, Thiago Silvy, Soares, Mancini (VIL)
Cartão vermelho: Mancini (VIL).
Público/Renda: 11.477 presentes/R$304.594,00.

CRUZEIRO: Fábio; Fabiano, Manoel, Bruno Rodrigo e Sánchez Miño; Lucas Romero (Élber - 7'2ºT), Henrique e Marciel; De Arrascaeta (Pisano - 16'2ºT), Alisson e Rafael Silva (Douglas Coutinho - 37'2ºT). Técnico: Deivid.

VILLA NOVA: Thiago Leal, Tiago Baiano (Antônio Carlos - 26'2ºT), Gabriel, Rafael Morisco e Marcelo Tchê; Luís Felipe, Marielson e Mancini; Thiago Silvy, Soares e Fábio Júnior (Roger Guerreiro - 35'2ºT). Técnico: Wilson Gottardo.

Fases do jogo

  • Primeiro tempoCom cinco minutos de jogo, o Villa já tinha chegado por três vezes ao gol de Fábio. Sem conseguir encaixar a marcação, o Cruzeiro sofreu com as descidas pelos lados e demorou um pouco para equilibrar o duelo. O cenário da etapa inicial foi de um anfitrião que até carimbou a trave e teve mais posse de bola, mas não foi objetivo, errou muitos passes e não empolgou devido à falta de criatividade em campo, diante de um adversário que também não marcou, mas esteve melhor distribuído e com mais apetite pelo gol.
  • Segundo tempoO Villa retornou com a mesma pegada e inaugurou o marcador no primeiro minuto, com o ex-cruzeirense Fábio Júnior (aquele mesmo). Hoje com 38 anos, o atacante recebeu o cruzamento de Mancini e testou firme para marcar. Em desvantagem, o Cruzeiro acordou no jogo e empatou com Manoel, pegando o rebote após cabecear a bola na trave. O cenário favorável para a virada caiu por terra após Mancini tabelar com Fábio Júnior e recolocar o Villa na frente. Mas mal deu tempo para comemorar e Rafael Silva deixou tudo igual no minuto seguinte. No final do jogo, Bruno Rodrigo subiu para o ataque e marcou o gol da vitória. Mancini, que era um dos melhores jogadores em campo, ainda recebeu o cartão vermelho no final. 3 a 2 placar final.

Destaques

  • Bola rolando! Só que não...O juiz até chegou a apitar o início do jogo, mas a bola não rolou porque o sistema de irrigação disparou em campo. Três minutos depois, funcionários conseguiram resolver o problema e a partida foi iniciada.
  • Velhos conhecidosSoares, Kerlon 'Foquinha', Fábio Júnior e Wilson Gottardo. Todos eles já passaram pelo Cruzeiro e reencontraram o clube celeste no Mineirão. Quando passou pela Toca, Fábio Júnior levantou quatro títulos, mesmo número que o hoje técnico Gottardo, capitão cruzeirense na conquista da Libertadores.
  • Há quase 20 anos atrás...Na final do estadual de 1997, Cruzeiro e Villa Nova protagonizaram o maior público na história do Mineirão. Na ocasião, o time da capital levantou o caneco diante de 132.834 torcedores presentes no Gigante da Pampulha.

Próximos Jogos - Cruzeiro

  1. Cruzeiro CRU
    Grêmio GRE
  2. Cruzeiro CRU
    Santos SAN
  3. Cruzeiro CRU
    Grêmio GRE
  4. Chapecoense CHA
    Cruzeiro CRU
  5. Cruzeiro CRU
    Bahia BAH

UOL Cursos Online

Todos os cursos