Goleiro do Atlético-MG falha e Cruzeiro volta a vencer no Horto

Thiago Fernandes e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Thomas Santos/AGIF

    Rafael Silva, jogador do Cruzeiro, e Marcos Rocha, jogador do Atletico-MG, durante partida no Independencia

    Rafael Silva, jogador do Cruzeiro, e Marcos Rocha, jogador do Atletico-MG, durante partida no Independencia

O Cruzeiro praticamente garantiu a liderança na fase inicial do Campeonato Mineiro. A vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-MG, na manhã deste domingo (27), em pleno estádio Independência, colocou a equipe em situação muito confortável na tabela de classificação. Basta um empate na próxima rodada para o time de Deivid assegurar a primeira colocação.

Com o resultado, a equipe da Toca da Raposa II chega a 23 pontos, seis a mais que o arquirrival, segundo colocado. O Atlético precisa de um triunfo para assegurar a classificação para a semifinal na próxima rodada.

Ficha técnica
Atlético-MG x Cruzeiro

Local: estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 27 de março de 2016 (domingo)
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Marcus Vinícius Gomes (MG)
Público/Renda: 15.842 pagantes / R$ 965.657,50
Cartão amarelo: Marcos Rocha, Leonardo Silva, Lucas Pratto (Atlético-MG); Allano, Manoel, Federico Gino, Sánchez Miño (Cruzeiro)

Gol: Rafael Silva – 28'/2ºT (0-1)

Atlético-MG
Uilson; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Tiago e Carlos César; Rafael Carioca, Junior Urso, Luan e Robinho; Hyuri (Pablo) e Lucas Pratto.
Técnico: Diego Aguirre.

Cruzeiro
Fábio; Fabiano, Manoel, Bruno Rodrigo e Sánchez Miño (Fabrício); Henrique (Federico Gino), Lucas Romero e Ariel Cabral; Elber, Allano (Matías Pisano) e Rafael Silva.
Técnico: Deivid.

Fases do jogo

  • Primeiro tempoO Atlético iniciou a partida com mais posse de bola e criando as melhores oportunidades de marcar. Marcos Rocha ? em cobrança de falta ? e Robinho tiveram boas chances, mas pararam nas defesas de Fábio. Luan foi o responsável por arquitetar o jogo para o mandante. O camisa 27 ficou mais centralizado e chegou com frequência ao ataque. Após a parada técnica, ocorrida aos 21 minutos, o Cruzeiro ficou à vontade. A equipe comandada por Deivid aproveitou-se dos espaços cedidos por Marcos Rocha na lateral direita e criou boas chances. Elber acertou o travessão de Uilson e Allano, por pouco, não marcou.
  • Segundo tempoNa volta do intervalo, Deivid colocou Federico Gino na vaga de Henrique. A mudança do treinador diminuiu a posse de bola do meio de campo e o Atlético passou a criar mais oportunidades. Lucas Pratto e Robinho, por pouco, não balançaram a rede em lances de cruzamento. Fábio e a pontaria jogaram contra o mandante. Apesar do bom momento do rival, foi o Cruzeiro quem marcou. Uilson falhou em finalização de Elber e, na sobra, Rafael Silva balançou a rede.

Destaques

  • Troca de passesMesmo que tivesse menos posse de bola, o Cruzeiro trocou passes e ocupou de forma muito consciente o meio de campo. O trio de volantes - Henrique (Federico Gino), Lucas Romero e Ariel Cabral - não se intimidou com o estádio Independência e ditou o ritmo de jogo do Cruzeiro com tranquilidade.
  • Fora de formaRobinho é a principal contratação do Atlético-MG na temporada e, embora tenha feito algumas boas jogadas, incluindo duas finalizações defendidas por Fábio, ele ainda não alcançou o melhor condicionamento físico. O jogador foi facilmente desarmado por seu adversário.
  • ProvocaçãoRafael Silva ousou após marcar o gol do Cruzeiro sobre o Atlético na manhã de domingo (27). O atacante imitou um galo em pleno estádio Independência, em tom de ironia. Os torcedores cruzeirenses que compareceram ao local foram à loucura.

Melhores

  • Fábio, CruzeiroO goleiro do Cruzeiro fez uma partida impressionante no estádio Independência. Ele defendeu, no mínimo, quatro ótimas finalizações do Atlético-MG. O camisa 1 pegou uma falta impressionante de Marcos Rocha e três lances de Robinho.

Pior em campo

  • O árbitroA diretoria do Cruzeiro questionou a escolha de Emerson de Almeida Ferreira na semana que antecedeu o clássico deste domingo (27) e estava certa. O árbitro foi muito mal em campo. Ele deu indícios que teria uma boa atuação ao repreender Marcos Rocha e Allano com apenas um minuto de jogo. Entretanto, no decorrer da partida, ele deixou de marcar faltas e de aplicar cartões.

Próximos Jogos - Atlético-MG

  1. Fluminense FLU
    Atlético-MG CAM
  2. Ponte Preta PON
    Atlético-MG CAM
  3. Atlético-MG CAM
    Palmeiras PAL
  4. Avaí AVA
    Atlético-MG CAM
  5. Atlético-MG CAM
    Vitória VIT

Próximos Jogos - Cruzeiro

  1. Cruzeiro CRU
    Grêmio GRE
  2. Cruzeiro CRU
    Santos SAN
  3. Chapecoense CHA
    Cruzeiro CRU
  4. Cruzeiro CRU
    Bahia BAH
  5. Atlético-GO ACG
    Cruzeiro CRU

UOL Cursos Online

Todos os cursos