Volante do Atlético fala em revanche no clássico: "Queremos eles na final"

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Rafael Carioca espera que Atlético e Cruzeiro decidam o Campeonato Mineiro de 2016

    Rafael Carioca espera que Atlético e Cruzeiro decidam o Campeonato Mineiro de 2016

"Quando está valendo, está valendo". Assim Ronaldinho Gaúcho falou após o Atlético-MG eliminar o São Paulo nas oitavas de final da Libertadores de 2013. Algumas semanas antes, o meia atleticano minimizou a derrota para o clube paulista, ainda na fase de grupos do torneio continental, numa partida que pouco valia para o time alvinegro, que já estava classificado.

Quase três anos depois, o volante Rafael Carioca quer repetir as palavras do eterno ídolo do Atlético. A derrota para o Cruzeiro, no Independência, parece já ter sido assimilada pelo elenco alvinegro. Embora o resultado praticamente elimine as chances de a equipe atleticana terminar na liderança da primeira fase do Campeonato Mineiro, pouco deve interferir na classificação à semifinal da competição.

Com o Cruzeiro praticamente garantido no primeiro turno, o Atlético joga as duas últimas partidas da primeira fase (Villa Nova e Tricordiano) para confirmar a classificação, saber em qual posição ficará e conhecer o adversário da semifinal. Independentemente dos outros dois classificados, a expectativa é que Atlético e Cruzeiro se enfrentem mais duas vezes no Mineiro, na final ou até mesmo na semifinal, como aconteceu no ano passado.

Algo que é desejo dos jogadores atleticanos, especialmente do volante Rafael Carioca. Mesmo após a derrota, a segunda seguida para o rival no Horto, o camisa 5 do Atlético não escondeu que o desejo da revanche é na decisão do Mineiro.

"Esse é o nosso objetivo, queremos eles na final. Sabemos que temos que respeitar uma equipe como o Cruzeiro, mas vamos para cima. Independentemente de qualquer coisa, mais na frente a gente vai se ver e temos total confiança de que faremos um bom jogo para sermos campeões do Mineiro", comentou Rafael Carioca, que está no Atlético desde 2014 e levou a melhor nos dois confrontos diante do Cruzeiro, na decisão da Copa do Brasil de 2014 e na semifinal o Mineiro do ano passado.

E, como foi em 2015, um possível encontro com o Cruzeiro na fase decisiva obriga o Atlético a vencer pelo menos um dos clássicos, já que a equipe de melhor campanha na primeira fase joga por dois empates. Algo que não amedronta o volante alvinegro. Rafael Carioca ressalta que as duas partidas são em casa para o Atlético, mesmo que no Mineirão a torcida alvinegra seja menor do que 10% do público.

"Jogar pelo empate é muito ruim, em qualquer situação. Isso não mostra muita coisa. Até porque vieram ao Independência para não perder. Quem estava fora via. Eram todos atrás da linha da bola. Mais para frente serão dois jogos em casa, um no Mineirão e outro no Independência. É procurar fazer bons jogos. Mas antes disso temos que nos classificar bem", disse Rafael Carioca, que ainda elogiou o comportamento dos atleticanos na derrota para o Cruzeiro.

"A torcida do Atlético é totalmente diferente da do outro lado. Mesmo perdendo, a torcida foi muito participativa em todos os instantes. É ter a cabeça no lugar, pois tem muita coisa ainda".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos