Por que Deivid tem o melhor aproveitamento entre os técnicos da Série A?

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Deivid, técnico do Cruzeiro

    Deivid, técnico do Cruzeiro

Não é tão cedo para dizer que Deivid é um sucesso no Cruzeiro. O treinador, líder invicto do Campeonato Mineiro, é o único estreante na Série A do Brasileirão e, por incrível que pareça, é quem detém o melhor aproveitamento dentre os 20 participantes.

À frente da equipe em 14 oportunidades – entre Estadual e Primeira Liga –, ele obteve dez vitórias, três empates e apenas uma derrota, o que lhe confere 78,57% de aproveitamento. Os seus comandados ainda marcaram 26 vezes e sofreram 12 gols, contabilizando um saldo de 14.

Mas o que faz com que o ex-centroavante, de apenas 36 anos, tenha um sucesso repentino na Toca da Raposa II? O próprio comandante explica:

"O trabalho que a comissão técnica vem desempenhando aqui no Cruzeiro, a obediência de todos os jogadores do grupo, tudo isso é muito importante para que pudéssemos chegar a esse resultado. O trabalho sério que vem acontecendo desde janeiro, ajudou para que a gente chegasse a esses números, mas pensamos alto e queremos é ser campeões, não podemos parar por aí. Os números são bons, mas temos que trabalhar com os pés no chão para conquistar os títulos", afirmou.

"Temos que estar sempre em evolução, é o mais importante. Sabemos o quanto o ano é longo, além do mineiro, temos mais duas competições pela frente, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro, e o time não vai permanecer invicto, mas temos que ter a consciência e a tranquilidade para quando isso acontecer nós possamos reverter a situação para mais tarde chegar ao nosso ideal", acrescentou.

Confira a lista com o aproveitamento dos treinadores do Brasil:
1) Deivid (Cruzeiro) – 78,57%
2) Levir (Fluminense) – 77,78%
3) Ricardo Gomes (Botafogo) – 75%
4) Vagner Mancini (Vitória) – 73,33%
5) Guto Ferreira (Chapecoense) – 71,93%
6) Tite (Corinthians) – 71,01%
7) Dorival Júnior (Santos) – 68,75%
8) Roger (Grêmio) – 66,67%
8) Argel (Inter) – 66,67%
8) Falcão (Sport) – 66,67%
8) Gallo (Ponte Preta) – 66,67%
12) Gilson Kleina (Coritiba) – 62,50%
13) Aguirre (Atlético-MG) – 58,73%
14) Muricy (Flamengo) – 57,14%
15) Milton Mendes (Santa Cruz) – 55,56%
16) Vinícius Eutrópio (Figueirense) – 54,55%

17) Givanildo Oliveira (América-MG) – 52,38%
17) Paulo Autuori (Atlético-PR) – 52,38%
19) Edgardo Bauza (São Paulo) – 51,52%
20) Cuca (Palmeiras) – 47,62%
*Em negrito e itálico, técnicos que chegaram aos clubes com a temporada em andamento


 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos