Cruzeiro pode repetir 2014 e elenco foca título invicto do Mineiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Jogadores do Cruzeiro esperam celebrar título mineiro invicto

    Jogadores do Cruzeiro esperam celebrar título mineiro invicto

O ano de 2014 foi quase perfeito para o Cruzeiro. Comandado por Marcelo Oliveira à época, o time venceu o Campeonato Mineiro de forma invicta, faturou o Brasileirão e foi finalista da Copa do Brasil. Se, por um lado, as estreias nos torneios nacionais nem sequer aconteceram, por outro, a equipe trilha um caminho semelhante no Estadual.

Em 11 partidas disputadas até o momento, o Cruzeiro venceu nove – o que inclui o clássico diante do Atlético-MG – e empatou duas. A campanha é idêntica à realizada há dois anos e que culminou no título regional. A quatro jogos da taça, o desejo na Toca da Raposa II é reforçado: manter a invencibilidade e consequentemente levar mais um troféu para a sede.

"O time está lutando desde o começo, com garra. O Deivid é um excelente treinador, tudo que ele passa tem dado certo, então, a gente comprou a ideia dele e está dando certo. A oportunidade que a gente está tendo, estamos aproveitando. Não tivemos nenhuma derrota. Nosso objetivo é ser campeão invicto", afirmou Douglas Coutinho.

Para que o panorama se repita, os comandados de Deivid terão compromissos difíceis pela frente. A primeira etapa será diante do América-MG. O time de Givanildo Oliveira é o adversário na semifinal. Bastam dois empates para alcançar a classificação. Caso passe pelo oponente desta fase, o Cruzeiro terá que enfrentar Atlético-MG ou URT na decisão. E para obter êxito neste período, duas igualdades são novamente suficientes.

Mas vá dizer aos jogadores que, para manter uma campanha semelhante à de 2014, bastam quatro empates na fase decisiva. Eles querem mais. Pelo menos é o que garante o zagueiro Bruno Rodrigo.

"Temos que procurar entrar nos jogos buscando a vitória, nos manter invictos até o fim. Ficar dependendo da vantagem não dá muito certo. Temos que procurar fazer nosso jogo, o melhor, para buscar a vitória. Caso no final seja necessário, podemos pensar nisso. Mas temos que buscar resultado para não passar sufoco no fim do jogo", comentou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos