Cruzeiro perde invencibilidade para o América-MG e se complica no Mineiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

A invencibilidade do Cruzeiro no Campeonato Mineiro durou 11 partidas (nove vitórias e dois empates) e se encerrou no pior momento possível. A equipe foi ao estádio Independência, na tarde deste sábado (16), e foi derrotada pelo América-MG, por 2 a 0, com gols de Adalberto e Victor Rangel, em duelo válido pela ida da semifinal do Estadual.

Com o resultado, os atletas comandados por Deivid precisam vencer o jogo de volta, marcado para o próximo domingo, no Mineirão, por dois ou mais gols de diferença para assegurar a classificação à final, o que não acontece desde 2014.

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA-MG 2 x 0 CRUZEIRO

Motivo: Partida de ida, semifinal do Mineiro 2016
Data/hora: 16/04/2016, às 16h20
Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto
Assistentes: Marcus Vinícius Gomes e Magno Arantes Lira
Cartão amarelo: Tiago Luis, Claudinei, Sueliton (América-MG); Lucas Romero, Ariel Cabral (Cruzeiro) 
Gols: Adalberto – 43'/1ºT (1-0), Victor Rangel – 30'/2ºT (2-0)

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Pablo, Sueliton, Adalberto e Bryan; Leandro Guerreiro, Claudinei, Tony e Tiago Luis; Rafael Bastos (Danilo) e Victor Rangel (Borges).
Técnico: Givanildo Oliveira

CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Léo, Bruno Rodrigo e Sánchez Miño; Lucas Romero, Henrique e Ariel Cabral (Elber); Alisson, De Arrascaeta (Matias Pisano) e Rafael Silva (Allano).
Técnico: Deivid

Fases do jogo

  • Primeiro tempoO Cruzeiro manteve a ideia de jogo que agrada ao técnico Deivid. Com posse de bola e trocas de passe, a equipe ocupou todos os setores do gramado e evitou que o adversário chegasse ao ataque. O trio de meio-campistas formado por Henrique, Lucas Romero e Ariel Cabral deu dinâmica à equipe, mas não foi o suficiente para os homens de frente aproveitarem. No único lance de perigo, Rafael Silva até balançou a rede, mas a arbitragem assinalou posição irregular do jogador, que realmente estava à frente do último defensor. O América-MG quase não incomodou Fábio, mas deixou a etapa inicial em vantagem. Adalberto foi o único atleta a finalizar contra o gol adversário. E o zagueiro que, no primeiro lance, mandou nas mãos do goleiro balançou a re de no segundo. Ele aproveitou desvio de Sueliton após falta cobrada por Tiago Luis e balançou a rede a dois minutos do fim.
  • Segundo tempoNa volta do intervalo, Deivid alterou o esquema do Cruzeiro. O treinador sacou Ariel Cabral e colocou Elber. A intenção era atuar com três homens municiando o centroavante Rafael Silva. No início da etapa complementar, a ideia não foi bem-sucedida. O América passou a ter mais espaços e criou boas chances de marcar. Fábio evitou os gols de Victor Rangel e Bryan em dois lances consecutivos. Na sequência, Tiago Luís tentou encobrir Fábio e, por pouco, não conseguiu. A bola atingiu a trave esquerda do visitante. E o América-MG seguiu em cima do adversário. Com muita espaço no meio de campo, teve ótimas oportunidades, todas criadas por Tiago Luis. O meia-atacante, inclusive, foi quem arquitetou o lance que acarretou no segundo gol do Coelho, marcado por Victor Rangel.

Destaques

  • Bola paradaAs faltas e escanteios tornaram-se (novamente) uma arma do Cruzeiro. Alisson e Sánchez Miño estão com a pontaria calibrada e, a todo instante, deixaram os companheiros em condições de marcar com cruzamentos. O lance estava em baixa na Toca da Raposa, mas foi ressuscitado com Deivid.
  • Torcedor ilustreWillian ainda não está 100% fisicamente. Por mais que esteja totalmente recuperado da lesão muscular na coxa direita, ele ainda não alcançou o condicionamento ideal, o que o impede de atuar nos próximos compromissos do Cruzeiro. No entanto, ele solicitou ao técnico Deivid que fosse relacionado para o confronto diante do América-MG, no estádio Independência. A intenção é participar da concentração e auxiliar os colegas de equipe. O atacante assistiu à partida de um dos camarotes do local.
  • Dupla afiadaAdalberto e Sueliton fizeram uma boa partida. E o entrosamento que é visto no campo de defesa apareceu no ataque do América-MG. Os zagueiros participaram do lance que acarretou no primeiro gol da equipe mandante. Na ocasião, Sueliton desviou falta cobrada por Tiago Luis e Adalberto apareceu na cara do gol para estufar a rede defendida por Fábio.

Melhores

  • Fábio, CruzeiroO goleiro, mais uma vez, foi decisivo para um resultado do Cruzeiro. A equipe poderia perder por muito mais se o camisa 1 não estivesse em fase iluminada. Ele fez, no mínimo, três ótimas defesas. O capitão evitou gols de Victor Rangel ? em duas oportunidades ? e Bryan.
  • Victor Rangel, América-MGO atacante fez uma partida quase perfeita. Com facilidade para se infiltrar na defesa do Cruzeiro, o camisa 9 infernizou a vida de Fábio e criou boas oportunidades com tabelas e finalizações. Ele, inclusive, balançou a rede no segundo tempo do compromisso.

Piores

  • Arrascaeta, CruzeiroA expectativa sobre o uruguaio é sempre muito grande. Dono da camisa 10 do Cruzeiro, ele tinha a incumbência de criar as jogadas da equipe, o que não aconteceu. Presa fácil para os marcadores, o meia-atacante deixou o gramado para a entrada de Matias Pisano.

Próximos Jogos - América-MG

  1. Goiás GOI
    América-MG AMG
  2. América-MG AMG
    Criciúma CRI
  3. Paysandu PAY
    América-MG AMG
  4. Ceará CEA
    América-MG AMG
  5. América-MG AMG
    Vila Nova-GO VNO

Próximos Jogos - Cruzeiro

  1. Cruzeiro CRU
    Sport SPT
  2. Cruzeiro CRU
    Grêmio GRE
  3. Cruzeiro CRU
    Santos SAN
  4. Chapecoense CHA
    Cruzeiro CRU
  5. Cruzeiro CRU
    Bahia BAH

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos