Goleador de 2013 vira rival e revê Cruzeiro na primeira semifinal mineira

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Carlos Cruz/América-MG

    Atacante pode estrear pelo América contra seu ex-clube, no estádio Independência

    Atacante pode estrear pelo América contra seu ex-clube, no estádio Independência

Bicampeão brasileiro, campeão mineiro e artilheiro do Cruzeiro na temporada de 2013, o atacante Borges passará por uma experiência diferente nesta tarde de sábado. Há quase três semanas aprimorando a parte física e desde o ano passado sem jogar, o centroavante vai fazer sua estreia no América-MG, justamente em uma semifinal de estadual contra sua ex-equipe.

A presença do jogador entre os onze iniciais do Coelho não é certa, mas a história que construiu em três anos de Cruzeiro incrementa ainda mais a expectativa para um eventual retorno. De antiga referência, o rival de hoje é uma das armas para tentar tirar a invencibilidade celeste e sair na frente no primeiro dos dois duelos que levarão à final do Mineiro 2016.

"A vontade é grande de jogar. Se o Givanildo optar pela minha inclusão no grupo, eu vou estar feliz. Nem que seja para atuar só dez minutos, já estarei satisfeito", comentou.

Nos três anos que passou pelo Cruzeiro, de 2012 a 2014, Borges alcançou seu auge na temporada de 2013, marcando 19 gols e terminando o ano como artilheiro do time, além do título brasileiro. Em contrapartida, todo cuidado é pouco quando o jogador veste outras cores. Antes de se transferir para o clube, o atacante já havia balançado as redes por cinco vezes defendendo o São Paulo, Grêmio ou Santos.

"Tive a felicidade de jogar com ele no Santos e no Cruzeiro. É um atacante muito oportunista, está sempre incomodando o zagueiro. Se ele estrear ou não, teremos de fazer marcação com muita atenção em toda a equipe do América. Independentemente de quem for entrar, temos de estar concentrados para anular as principais peças do América", comentou o zagueiro Bruno Rodrigo, que formará a dupla de zaga ao lado de Léo. Ambos foram companheiros de Borges quando o atacante passou pela Toca.

Figura carimbada em outros recentes clássicos regionais, o técnico Deivid já enfrentou o atacante não só como jogador, mas já na sua ainda recente carreira após aposentadoria. Quando ainda era auxiliar técnico, o hoje treinador comandou o Cruzeiro na vitória por 2 a 1 contra a Ponte Preta, no jogo que antecedeu a chegada de Mano. Na ocasião, Borges até marcou o gol que evitaria o triunfo mineiro, mas o lance foi mal anulado pela arbitragem.

"Não chegamos a trabalhar juntos, mas joguei contra ele várias vezes, foi artilheiro do Brasileiro pelo Paraná e tem muita qualidade".

Por ter terminado a primeira fase do estadual na liderança, o Cruzeiro começa a semifinal jogando fora de casa, no Independência. A partida de volta será realizada no domingo da semana seguinte, no Mineirão. Na outra chave, a URT recebe o Atlético neste final de semana em Patos de Minas. O segundo jogo acontecerá em Belo Horizonte.

AMÉRICA-MG x CRUZEIRO

Motivo: Partida de ida, semifinal do Mineiro 2016
Data/hora: 16/04/2016, às 16h20
Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto
Assistentes: Marcus Vinícius Gomes e Magno Arantes Lira

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Adalberto, Sueliton e Alison; Pablo, Leandro Guerreiro, Tony, Tiago Luiz e Bryan; Osman e Borges. Técnico: Givanildo Oliveira.

CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Léo, Bruno Rodrigo e Sánchez Miño; Lucas Romero, Henrique e Ariel Cabral; Alisson, De Arrascaeta e Rafael Silva. Técnico: Deivid.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos