Diego Aguirre minimiza vaias e valoriza espírito de luta de seus jogadores

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

O Atlético-MG venceu a URT por 2 a 0 e garantiu a primeira vaga para a final do Campeonato Mineiro. Mas o desempenho do time não agradou tanto os torcedores que foram ao Independência. Durante parte do segundo tempo, ainda com o placar zerado, a impaciência dos atleticanos foi transformada em vaias. E o principal alvo foi o técnico Diego Aguirre. O treinador preferiu mexer na equipe somente após o primeiro gol, mas até lá, o time viveu ares de tensão dentro de campo, já que um gol dos visitantes poderia colocar tudo a perder. E foi justamente essa demora nas alterações que gerou as primeiras críticas ao técnico, que ouviu a pedida dos torcedores, além dos gritos de burro. Nada, porém, que incomodasse o uruguaio.

"Achei que não era melhor fazer nenhuma substituição. Estava tudo bem no jogo, mas faz parte do futebol que queiram que eu troque um ou outro. Achei que o jogo estava controlado, as críticas naturais, por paixão e vontade de ganhar, o torcedor se manifesta. Ao longo de minha carreira, já transformei críticas em elogios e aplausos, e vai ser assim mais uma vez", comentou o treinador.

Após o gol de Pratto, o primeiro no jogo, os jogadores correram em direção ao banco de reservas para abraçar o treinador. Segundo Aguirre, mesmo não tendo jogado muito bem neste sábado, o espírito de luta e o resultado positivo prevaleceram na vitória atleticana.

"Gostaria de poder jogar sempre da forma que atuamos aqui contra o Colo Colo, por exemplo. Fizemos três gols, poderíamos ter feito mais. Mas futebol é assim, às vezes a gente sofre, mas se fortalece. O mais importante é que estamos fortes, com espírito de time forte e esperando por mais coisas boas. Estou feliz com a entrega do time, claro que podemos jogar melhor, mas às vezes, quando jogamos duas competições, por mais que trabalhamos para estar 100% focados em um jogo, é normal pensar na partida quarta-feira, porque é outro tipo de competição e é o nosso grande objetivo", acrescentou.

Nesta segunda-feira, o Atlético embarca para Buenos Aires. Na próxima quarta-feira, conforme dito por Aguirre, o clube entra em campo para a primeira partida das oitavas de final da Libertadores, contra o Racing. O jogo da volta será na quarta-feira seguinte, mas o Atlético ainda não confirmou se vai mandar a partida no Independência ou Mineirão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos