Para Roger, dificuldade do Atlético-MG foi em função da postura do Villa

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Atlético

    Roger não viu "interferência" da Libertadores em atuação ruim do Atlético

    Roger não viu "interferência" da Libertadores em atuação ruim do Atlético

Quatro dias antes da estreia na Copa Libertadores o Atlético-MG enfrentou o Villa Nova, pelo Campeonato Mineiro. Para vencer o jogo válido pela sexta rodada, o time alvinegro teve bastante dificuldades. Cabeça no jogo de quarta-feira, contra o Godoy Cruz?

Para o técnico Roger Machado, a resposta é não. No entendimento do treinador atleticano, a dificuldade do Atlético para jogar contra o Villa Nova foi proporcionada pelo próprio adversário.

"Não acredito que a estreia da Libertadores tenha uma influência no jogo de hoje. A dificuldade se deu pelo adversário, extremamente fechado. Assim como a maioria dos times que vem jogar aqui com o Atlético", comentou Roger Machado, que analisou o desempenho do Villa Nova

"O time deles fez um bloco defensivo muito embaixo e apostou nos contra-ataques. A dificuldade que tivemos foi imposto por um adversário que quis pouco jogo. Fez bastante cera, sempre que era possível. Não tem nenhuma ligação com o jogo de quarta".

Agora o pensamento do Atlético é no jogo com o Godoy Cruz. A delegação do Atlético segue para a Argentina na manhã deste domingo. A tendência é que o time alvinegro seja praticamente o mesmo que começou o jogo com o Villa Nova. A única mudança deve ser o retorno de Rafael Carioca, que estava suspenso, na vaga de Yago.

Assim, o Atlético para a estreia na Libertadores deve ser escalado com Giovanni, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias, Danilo e Otero; Robinho e Fred.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos