Contra o Tupi, Felipe Santana deve receber uma nova chance no Atlético-MG

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Atlético

    Possível ausência do capitão abre brecha para Felipe Santana tentar resgatar seu bom futebol

    Possível ausência do capitão abre brecha para Felipe Santana tentar resgatar seu bom futebol

Capitão do Atlético-MG, o zagueiro Leonardo Silva vai completar 38 anos em junho. Para contar com o defensor nos jogos mais importantes da temporada, a comissão técnica atleticana desenvolveu uma programação de treinos especial para Leonardo Silva. Isso inclui o zagueiro não participar de todos os jogos da temporada. Bom para Felipe Santana, que após começo ruim pelo Atlético, deve ter uma nova oportunidade, nesta segunda-feira, contra o Tupi, às 20h, no Independência.

Felipe Santana chegou à Cidade do Galo para a temporada 2017, cercado de boa expectativa, já que há tempos a torcida aguardava por um grande nome para a defesa. Com uma carreira consolidada na Europa, especialmente no Borussia Dortmund, da Alemanha, Felipe Santana não foi bem nas primeiras partidas.

Até o momento são apenas cinco partidas pelo Atlético. O suficiente para gerar críticas. O lance mais marcante até o momento foi no clássico com o Cruzeiro, quando o camisa 26 do Atlético não conseguiu cortar o lançamento de Ariel Cabral, deixando Arrascaeta sozinho com Giovanni, no lance que originou o único gol da partida.

Se entre alguns torcedores as atuações de Felipe Santana já criaram algum tipo de dúvida e até de pessimismo, a confiança do técnico Roger Machado não foi abalada. O treinador do Atlético faz algumas ponderações e acredita que em breve o zagueiro vai recuperar a melhor forma.

"Vejo mais um crescimento e uma adaptação e o retorno ao país. Ele estava há dez anos jogando fora, numa cultura diferente. Mesmo com atuações irregulares, vai ser o Felipe que queremos. O que eu ressalto é a confiança do jogador e de que ele precisa evoluir. Esse período circunstancial é em função do período longe da conjuntura do nosso jogo. Fisicamente e tecnicamente ele está evoluindo e nos jogos ele vai crescer como queremos".

Tempo é a palavra mais usada quando o assunto é Felipe Santana. O próprio zagueiro lembra que ficou muito tempo sem jogar, foram seis meses sem clube, entre a saída do futebol russo e o acerto com o Atlético. Por isso, o defensor fala em tempo para recuperar a melhor forma. Mas Felipe Santana faz uma promessa. Ele garante que vai voltar a ser o jogador que fez muito sucesso no futebol alemão.

"Na volta você pega o Mineirão totalmente lotado e perde num clássico que tem proporções astronômicas. Você acaba por cometer um erro e as pessoas vão te crucificar. Em nenhum momento eu abaixei a cabeça, eu procuro trabalhar firme. O Leo recebeu a oportunidade dele, cumpriu à risca, é o nosso capitão. Mas eu não posso deixar de frisar que eu vim para cá para voltar a ser o Felipe Santana do Borussia Dortmund, nem que isso custe um pouco de tempo", disse o zagueiro em entrevista à Rádio Itatiaia.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos