Mano vê queda de produção do Cruzeiro e evita falar de arbitragem

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Geraldo Bubniak/Cruzeiro

    Mano Menezes avalia novo empate do Cruzeiro na temporada

    Mano Menezes avalia novo empate do Cruzeiro na temporada

Único grande invicto no futebol brasileiro, o Cruzeiro chegou à terceira partida consecutiva sem vencer. A equipe empatou diante de Tomebense, Joinville e Uberlândia. Mano Menezes crê que os resultados apresentam uma queda de produção de seus comandados.

Questionado sobre a sequência negativa contra adversários considerados inferiores, o treinador da Raposa não titubeou:

"Nós tivemos uma queda de produção mesmo e isso tem a ver com a impossibilidade de treinar tanto quanto treinamos na pré-temporada. Mas vamos preparar a equipe para os jogos que teremos agora", comentou.

"O Cruzeiro teve dificuldades de encaixar a marcação no jogo. As circunstâncias são muito diferentes. No jogo de Teófilo Otoni, nós deixamos de jogar. Contra a Tombense, nós massacramos, tomamos o gol e não conseguimos reverter. Hoje foi um ambiente mais hostil, umas situação diferente", acrescentou, fazendo uma comparação dos resultados recentes da equipe de Belo Horizonte.

O treinador ainda evitou avaliar o lance em que Ramón Ábila sofreu pênalti na grande área ao ser derrubado por um defensor do Uberlândia. Segundo o comandante cruzeirense, "não tem nenhuma imagem clara de uma câmera por trás (do gol)".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos