Roger garante Atlético-MG diferente no sábado contra o Cruzeiro

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Roger Machado garante um Atlético bem diferente do que enfrentou o Cruzeiro, em fevereiro

    Roger Machado garante um Atlético bem diferente do que enfrentou o Cruzeiro, em fevereiro

O primeiro grande teste de Roger Machado no Atlético-MG foi há quase dois meses, no dia 1º de fevereiro, no clássico com o Cruzeiro pela Primeira Liga. A derrota por 1 a 0 e a fraca exibição do time alvinegro foi um sinal de que muita coisa precisava melhorar, o que era normal, afinal de contas aquele clássico era apenas o segundo jogo do Atlético no ano, com menos de um mês de Roger na Cidade do Galo.

Exatamente dois meses após a única derrota na temporada, a equipe atleticana vai ter novamente o Cruzeiro pela frente, em confronto válido pelo Campeonato Mineiro. Desde aquele clássico, o Atlético entrou em campo mais 11 vezes, com nove vitórias e somente dois empates.

O time melhorou, como era preciso e esperado. Por isso, Roger Machado promete um Atlético bastante diferente em relação aquele que foi derrotado no primeiro clássico do ano.

"Foi o segundo jogo do ano, com 20 dias de trabalho. O Cruzeiro com Mano há pelo menos seis meses trabalhando com regularidade desde o Brasileiro. Vai ser diferente, melhor no nosso lado. É um campeonato à parte e não vai definir o resultado final da classificação, mas ninguém quer perder. Nós queremos vencer, porque o primeiro do ano nós não conseguimos", explicou o treinador atleticano.

Na derrota por 1 a 0 para o Cruzeiro, o Atlético já apresentou algumas características que marcam esse começo de temporada. Maior posse de bola do que o adversário e muita troca de passes. Mas não foi suficiente para criar boas chances de gol, tanto que foram apenas cinco finalizações do lado preto e branco contra 12 do lado azul. Outro número que teve destaque, mas de forma negativa, foi o de desarmes. O Atlético roubou apenas seis bolas do rival.

Passados quase dois meses, o Atlético já apresenta números bem melhores. É verdade que são jogos contra adversários bem inferiores ao Cruzeiro. Então, nada melhor do que um novo clássico, num estágio diferente da temporada, para o Atlético ser testado. Mesmo com vantagem na pontuação, nada de jogar pelo empate. Roger garante que o Atlético vai entrar em campo para vencer o Cruzeiro.

"O torcedor não deseja que joguemos o clássico administrando resultado. Clássico é para ser vencido, independentemente das circunstâncias que estejam na tabela de classificação. É uma semana diferente e tem que ser encarada como clássico. A vitória é tão importante quanto o título regional, porque decide as forças locais e nós queremos muito a vitória".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos