Árbitro de clássico de MG cita "soco no rosto" de Fred em Manoel na súmula

Do UOL, em São Paulo

O árbitro Igor Júnio Bevenuto, que apitou a vitória do Cruzeiro sobre o Atlético-MG por 2 a 1, neste sábado (1), pelo Campeonato Mineiro, colocou na súmula do jogo que expulsou o centroavante Fred por causa de um "soco no rosto" do jogador no zagueiro Manoel. Com essa descrição, a situação do atacante pode se complicar, já que abre espaço para que ele seja denunciado por agressão no TJD.

"Expulsei diretamente aos 25 minutos do 1º tempo, o atleta de Nº 9 Sr. Frederico Chaves Guedes, da equipe do Clube Atlético Mineiro, por atingir com um soco no rosto seu adversário de Nº27 Sr. Manoel Messias, na disputa de bola. Cumpro informar que o atleta atingido foi atendido e retornou para partida normalmente", escreveu Bevenuto.

Divulgação
Trecho da súmula em que o árbitro cita "soco no rosto" dado por Fred

No Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), a pena prevista para agressão física é de 4 a 12 partidas de suspensão. Segundo o texto, consiste em agressão "desferir dolosamente soco, cotovelada, cabeçada ou golpes similares em outrem, de forma contundente ou assumindo o risco de causar dano ou lesão ao atingido".

Esta não foi a primeira expulsão de Fred com a camisa do Atlético-MG - no ano passado, ele recebeu cartão vermelho em jogo contra o Figueirense, pelo Campeonato Brasileiro. O presidente do Galo, Daniel Nepomuceno, descartou qualquer punição extra ao jogador pelo episódio.

"Ele estava me agarrando, tentei me desvencilhar dele e acabou pegando no rosto dele. Vi a imagem e que realmente pegou no rosto dele. Não tive a intenção de dar soco, fazer nada. Esse contato é normal, natural do campo", explicou-se Fred após ser expulso.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos